sábado, 21 de março de 2009

Dia Mundial da Poesia

Hoje é o Dia Mundial da Poesia. Como gosto muito de poesia, não podia deixar passar a data em branco. São imensos os poemas que gosto, mas optei por publicar aqui um retirado do livro "Poiesis" Volume II, escrito pela pessoa que me ofereceu o livro há uns anos no meu aniversário, com direito a dedicatória. Infelizmente às vezes a vida afasta-nos das pessoas, mas há momentos e situações que nunca serão esquecidos.

"AD AETERNUM"
Rosa, nuvem rosa
A montante,
A juzante
De rio impetuoso.
Filigrana antiga,
Cabana amiga...
Opal diáfano,
Tecido
Lavrado em velhíssimo tear.

Confidente amigo
Calmo, profundo lago;
Suave, lento, final afago
Dia treze
(véspera do cúmplice catorze)
Quadro repetido
Nuvem rosa, envolvente,
Verdadeiro presente.
Finíssimo tecido!
Tudo diferente, certo,
Neste recordar clepsidra.
Tudo-paraíso perdido descoberto
Linho jamais poluído

Pelos contras pelos prós,
Fica entre nós.
Este sagrado
Discurso fechado
P'ra sempre codificado

Clarice Lisboa

Sem comentários:

Enviar um comentário