segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Ainda do dia dos namorados

Quando digo que estou solteira é normal ouvir comentários a dizer que é por opção minha.
Lamento, mas não é por opção.
Claro que não ando desesperadamente à procura de homem, mas muitas vezes sinto a falta de ter uma relação.
O problema é encontrar alguém que me faça achar que vale a pena. Acho que com a minha idade, e depois de ter tido um relacionamento de 7 anos, os niveis de exigencia estão muito elevados. A tipica conversa do engate não me diz nada, aliás, irrita-me solenemente.
Acho que a maioria dos homens de hoje não sabe conquistar uma mulher, e os que sabem já conquistaram.
Também é comum perguntarem-me se não sinto a necessidade de ter filhos e a resposta é sempre a mesma: asinceramente já tive mais. Agora, e acho que por ter o Gustavo (que apesar de não ser meu filho está muito presente na minha vida), não sinto a menor vontade de ser mãe. Até porque eu ainda acho que uma criança precisa de um pai e de uma mãe presentes.
E a modos que é esto, não por opção, mas por imposição da vida, sou uma pessoa dedicada ao trabalho e que aproveita todos os bocadinhos livres para curtir a vida.
Quanto a relacionamentos, apesar de tudo não deixei de acreditar, acho que um dia vai aparecer alguém, só que hoje ainda não é o dia!

Sem comentários:

Enviar um comentário