terça-feira, 15 de março de 2011

Os meus Filmes #39

O Discurso do Rei
Eu sei que prometi os posts para antes dos óscares, mas o meu tempo não dá para tudo (com muita pena minha!).
Em relação ao filme, não é mau e está bem feito mas, na minha opinião, não era merecedor do óscar de melhor filme. Retrata muito bem a época, mas acaba por ser muito parado.
O que salva é a interpretação do Colin Firth que está muito bem mesmo.





Ficha Técnica
Título Original: The King's Speech
Ano: 2010
País: Reino Unido, Austrália
Género: Drama
Realização: Tom Hooper
Sinopse: Após a morte de seu pai, o Rei George V (Michael Gambon), e da escandalosa abdicação do Rei Eduardo VIII (Guy Pearce), Bertie (Colin Firth), que toda a sua vida sofreu de um debilitante problema de fala, é coroado Rei George VI de Inglaterra.
Com o país à beira de uma guerra e a necessitar desesperadamente de um líder, a sua mulher, Elizabeth (Helena Bonham Carter), futura Rainha-mãe, encaminha o marido para um excêntrico terapeuta da fala, Lionel Logue (Geoffrey Rush).
Depois de um começo difícil, os dois homens iniciam uma terapia pouco ortodoxa e acabam por formar um vínculo inquebrável. Com a ajuda da sua família, do seu governo e de Winston Churchill (Timothy Spall), o Rei vai superar a gaguez e tornar-se numa inspiração para o povo.
Baseado na história real do Rei George VI, "O Discurso do Rei" acompanha a luta desesperada do monarca pelo reencontro com a sua própria voz.

Sem comentários:

Enviar um comentário