sábado, 30 de julho de 2011

O Autografo ao vivo

Minuto 03:04

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Momento Fotográfico #210

Há lá sitio mais original para dar um autografo???
Daqui por uns anitos valem mais do que uns Louboutin!


Férias

Entrámos oficialmente em modo férias.
Não comecem já a chorar porque, uma vez que não vou para fora, o blog não vai ficar ao abandono.
Irei passar por aqui com frequência.
Vou aproveitar para fazer praia, dormir, ler, esplanar, sair e tantas coisas mais.
Boas Férias para todos.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Os meus Livros #9

No dia em que fugimos tu não estavas em casa
Acho que já disse aqui que gosto do Alvim. Gosto da sua postura descontraída, do seu sentido de humor e da capacidade que ele tem de levar a cabo imensos projetos.
Ele é a prova viva que podemos divertirmo-nos e ao mesmo tempo ser ótimos profissionais. Muitas pessoas têm a ideia errada que quem anda na noite geralmente não faz outras coisas. Ainda há uns tempos fui ver o Alvim aqui perto e alguém disse que ele devia estar completamente pedrado e que não fazia mais nada da vida. Claro que refutei logo.
Eu acho que a vida só é completa se tivermos um bocadinho de tudo. Deve e tem que haver espaço para o trabalho, a família, os amigos, o amor e a diversão. Caso contrário, corremos o risco de nos tornarmos pessoas insuportáveis.
Mas adiante... Não é que o rapaz além dos projetos todos e da noite, também sabe escrever... pois é verdade.
Já tinha citado aqui uma crónica dele, e agora li este livro, que no fundo é uma colectânea de crónicas muito bem escritas., e fiquei agradavelmente surpreendida.
Leiam que vale a pena.
Está disponível em algumas livrarias e podem encomendar aqui
Título: No dia em que fugimos tu não estavas em casa
Autor: Fernando Alvim
Sinopse:  No dia em que fugimos tu não estavas em casa prefaciado por Nuno Markl e José Luís Peixoto, revela um Fernando Alvim mais introspectivo e sentimental, sofredor do coração; o Alvim que não o da televisão (SIC radical) ou da rádio (Antena 3). Não se pode afirmar que o livro seja um romance compacto, com princípio, meio e fim, já que se apresenta como uma espécie de diário; aliás, é mesmo uma narração de pequenas histórias e situações, de encontros e desencontros cheios de erotismo, nos quais o amor e o coração são quase sempre crucificados. Todavia, tudo começa quando o autor chega à casa do seu "amorzinho", como tantas vezes chama à sua amada no decorrer da obra, com a intenção de fugir com ela. Acaba por se deparar com o facto dela se ter ido embora, sozinha, sem ele, sem mais ninguém. Isto, deixa-o de coração quebrado e flácido, ao mesmo tempo que serve de mote e inspiração para os episódios seguintes. Neles é possível encontrar o Alvim romanesco, patético, sofredor. Descreve de forma pecaminosa e imaginativa tudo o que se passou antes do dia em que ela partiu, sem ele, deixando apenas e só uma carta.
As histórias partem de casos normalíssimos, já vividos por qualquer um de nós, mas os sentimentos são de tal forma hiperbolizados e os acontecimentos são vividos com uma tal profundidade e intensidade, que o livro quase parece irreal. Podemos defini-lo como uma pitoresca colecção de aventuras onde amor é sinónimo de dor e desesperança. Como salienta José L. Peixoto no seu prefácio, "perante os sentimentos, o mais fácil é fugir deles (...), o mais difícil é ter coragem de vivê-los"; isto mostra como o autor deste livro é um homem de coragem, sem medo de mostrar os seus sentimentos. No dia em que fugimos tu não estavas em casa é sem dúvida um romance à século XX, falando de jovens cheios de amor para dar, mas que devido à vontade de viver tudo ao mesmo tempo, acabam por se magoar, magoando o seu mundo. É um bom livro de amor e possibilita uma leitura descompressa e atractiva. Em poucas palavras: "poderoso, infeliz, pateticamente triste, o amor em cuecas".

Momento Musical

Fiquem lá com mais uma (que não faz de todo o meu género, mas hoje apeteceu-me):

Momento Musical

Gosto muito:

Ainda do post anterior

Também não ajuda o facto de o ano passado e há dois anos por esta altura estar de férias e este ano nem vê-las (pelo menos fora daqui).

Estado de Espirito

Bem sei que isto às vezes parece o muro das lamentações, mas tb é para isso que serve este espaço.
Hoje estou furiosa, todos cometemos erros, mas enerva-me a capacidade que certas pessoas têm de se virar para um lado, sem conhecer o outro correctamente, ouvindo apenas uma das partes. Mesmo que essa parte não tenha sido sempre correcta consigo.
Enfim, melhores dias virão.

Como isto não são só más noticias, hoje estou a escrever-vos de um novo local. Decidi mudar o posto de trabalho! Agora tenho que sair de casa para trabalhar.

Um bom resto de semana para todos, aproveitem o calor que parece ter vindo para ficar.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Ao abandono...

... é como tem estado aqui o estaminé.
O tempo tem sido escasso e a vontade também não tem sido muita.
Por estes dias dias tive uma deslocação a Lisboa em trabalho, e aproveitei para passear um bocadinho pela parte antiga da cidade.
Cada vez tenho mais vontade de viver na capital. Ao contrário da maioria das pessoas, que gostam do sossego, eu acho que me ia dar muito bem por lá.
Deixo-vos com algumas fotos e prometo voltar com mais frequência:








sexta-feira, 22 de julho de 2011

Momento Fotográfico #203

Porque às vezes a confusão tambem reina por aqui:

Sexta-Feira

Bom Dia Alegria,
Apesar de estar com uma dor de cabeça do tamanho do mundo, hoje é sexta e isso é motivo mais que suficiente para nos alegrar!
Bom Fim de Semana para todos.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Ainda do dia dos Amigos

Eu tenho uma amizade que faz exactamente hoje um ano. Apesar de ser recente, é daquelas verdadeiras e cheias de bons momentos :)))

Momento Fotográfico #201

Do aproveitamento da roupa:
Este vestido tem 9 anos. Foi-me oferecido num aniversário por colegas de trabalho. Isto é a prova que os cuidados com a roupa resultam, e não precisamos de andar sempre a comprar trapinhos para andarmos bem vestidas.
Apesar de estar mais gordinha, como o tecido é meio elástico, serve-me na perfeição.



Dia dos Amigos

Diz que hoje é o dia dos Amigos.
Então sai um grande beijinho para todos os meus amigos.

Poupar nas Comunicações

Cá em casa temos Internet, Telefone e TV no mesmo operador. O pacote não era atualizado há dois anos e, depois de ter visto esta dica num blog, liguei para o apoio a cliente a pedir para reverem as condições.
Com uma promoção em vigor nesta altura, e a fidelização por mais um ano, consegui uma redução mensal de 15€. No final do ano são 180€.
Vale ou não a pena gastar 10 minutos do nosso tempo a fazer uma chamada?

Pensamento do dia

É isto:

terça-feira, 19 de julho de 2011

Momento Fotográfico #200

A Lanidor lançou estas T-Shirts Anti-Moody's e na passada sexta-feira oferecia uma a quem se dirigisse às lojas e apresentasse o cartão de cliente.
A minha já cá canta, e vocês, foram levantar a vossa?

Cuidados de Beleza do Mundo da Anabela #21

Óleo Hidratante da Nivea

Aplicado no fim do banho, deixa a pele macia e hidratada. Convém esperar um pouco antes de vestir, uma vez que mancha a roupa.

Querido S. Pedro

Mais uma vez te escrevo a perguntar que raio de tempo é este.
Bem sei que este ano estarei a trabalhar a maior parte do tempo e não irei de férias para fora, mas podes mandar vir o calor. Eu não me importo de trabalhar com calor. O meu local de trabalho é fresquinho e o carro tem AC, portanto pode vir calor à vontadinha.
Sim, porque também gostava de poder dar um saltinho à praia sem ter que levar o cobertor atrás, percebes.
Caso ainda não tenhas dado por isso, estamos em JULHO, quase AGOSTO. É VERÃO, tempo de sol, calor, praia e não vento, frio e chuva. Isso é só daqui a uns meses.
Fico a aguardar as mudanças meteorologicas.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Dos Festivais de Verão

Eu, apesar de gostar muito de musica e querer ver ao vivo as minhas bandas preferidas, não acho a mínima piada ao conceito de festival de verão. Não me estou a referir aos concertos, mas sim ao ir e ficar lá acampado uma série de dias a comer pó.
Não critico quem gosta, mas para mim o ideal é ir, ver o concerto que se quer, e vir dormir na nossa caminha.
Eu e o campismo não temos uma relação muito boa.
E vocês, gostam?

domingo, 17 de julho de 2011

Das Portagens automáticas

Há uns dias numa portagem de pagamento automático, o sr. do carro à minha frente encontrava-se com alguma dificuldade em efetuar o pagamento: ele metia o cartão, tirava, voltava a meter e nada.
Eu comecei a ficar impaciente e decidi sair do carro e ajudar. Quando cheguei lá já estava alguém a falar com ele pelo intercomunicador, mas não adiantou. O homem estava a meter o cartão de forma errada, e estava tão nervoso que não conseguia fazer bem. Eu peguei no cartão, coloquei-o corretamente e funcionou.
Mas ele esteve ali algum tempo e não veio ninguem para ajudar.
Por vezes os nervos conseguem bloquear o raciocinio!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Mudança

Hoje estou num daqueles dias em que me apetecia mudar a minha vida toda.
Vou só ali esperar que isto passe e já volto!

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Michael Bolton vai gravar dueto com Rita Guerra

Segundo a editora Sony, o cantor Michael Bolton vai gravar um dueto com a Rita Guerra.
Noticia daqui

Eu sempre disse que ela era a melhor voz feminina de Portugal...

Das coisas que eu leio e concordo

Um texto do Fernando Alvim que vi há uns tempos no blog da Sofia e com o qual concordo inteiramente:

"Esta coisa de gostar de alguém não é para todos e, por vezes – em mais casos do que se possa imaginar – existem pessoas que pura e simplesmente não conseguem gostar de ninguém. Esperem lá, não é que não queiram – querem! – mas quando gostam – e podem gostar muito – há sempre qualquer coisa que os impede. Ou porque a estrada está cortada para obras de pavimentação. Ou porque sofremos de diabetes e não podemos abusar dos açucares. Ou porque sim e não falamos mais nisto. Há muita gente que não pode comer crustáceos, verdade? E porquê? Não faço ideia, mas o médico diz que não podemos porque nascemos assim e nós, resignados, ao aproximar-se o empregado de mesa com meio quilo de gambas que faz favor, vamos dizendo: “Nem pensar, leve isso daqui que me irrita a pele”.



Ora, por vezes, o simples facto de gostarmos de alguém pode provocar-nos uma alergia semelhante. E nós, sabendo-o, mandamos para trás quando estávamos mortinhos por ir em frente. Não vamos.. E muitas das vezes, sabendo deste nosso problema, escolhemos para nós aquilo que sabemos que, invariavelmente, iremos recusar. Daí existirem aquelas pessoas que insistem em afirmar que só se apaixonam pelas pessoas erradas. Mentira. Pensar dessa forma é que é errado, porque o certo é perceber que se nós escolhemos aquela pessoa foi porque já sabíamos que não íamos a lado nenhum e que – aqui entre nós – é até um alívio não dar em nada porque ia ser uma chatice e estava-se mesmo a ver que ia dar nisto. E deu. Do mesmo modo que no final de 10 anos de relacionamento, ou cinco, ou três, há o hábito generalizado de dizermos que aquela pessoa com quem nós nos casámos já não é a mesma pessoa, quando por mais que nos custe, é igualzinha. O que mudou – e o professor Júlio Machado Vaz que se cuide – foram as expectativas que nós criamos em relação a ela. Impressionados?


Pois bem, se me permitem, vou arregaçar as mangas. O que é díficil – dizem – é saber quando gostam de nós. E, quando afirmam isto, bebo logo dois dry martinis para a tosse. Saber quando gostam de nós? Mas com mil raios, isso é o mais fácil porque quando se gosta de alguém não há desculpas nem “ ai que amanhã não dá porque tenho muito trabalho”, nem “ ai que hoje era bom mas tenho outra coisa combinada” nem “ ai que não vi a tua chamada não atendida”.


Quando se gosta de alguém – mas a sério, que é disto que falamos – não há nada mais importante do que essa outra pessoa. E sendo assim, não há sms que não se receba porque possivelmente não vimos, porque se calhar estava a passar num sítio sem rede, porque a minha amiga não me deu o recado, porque não percebi que querias estar comigo, porque recebi as flores mas pensava não serem para mim, porque não estava em casa quando tocaste.


Quando se gosta de alguém temos sempre rede, nunca falha a bateria, nunca nada nos impede de nos vermos e nem de nos encontrarmos no meio de uma multidão de gente. Quando se gosta de alguém não respondemos a uma mensagem só no final do dia, não temos acidentes de carro, nem nunca os nossos pais se sentiram mal a ponto de nos impossibilitarem o nosso encontro. Quando se gosta de alguém, ouvimos sempre o telefone, a campaínha da porta, lemos sempre a mensagem que nos deixaram no vidro embaciado do carro desse Inverno rigoroso. Quando se gosta de alguém – e estou a escrever para os que gostam - vamos para o local do acidente com a carta amigável, vamos ter com ela ao corredor do hospital ver como estão os pais, chamamos os bombeiros para abrirem a porta, mas nada, nada nos impede de estar juntos, porque nada nem ninguém é mais importante, do que nós."

domingo, 10 de julho de 2011

Este fim de semana...

... tivemos:

Expensive Soul na sexta:

video

E Alvim no sábado:


Tivemos também jantar com amigos, muitas morangoskas e almoço de domingo seguido de sesta.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Das Traições

Ando há que tempos para fazer um post sobre as traições e o facto de as mulheres que são traídas verem sempre a outra como principal culpada, até que hoje a Dina escreveu exactamente aquilo que eu penso.
Vão ler que vale a pena

Querido S. Pedro

Mas que raio de tempo é este????
Estamos em Julho, tempo de Sol e calor, não de frio e chuva.
Eu sei que estou a trabalhar e tanto me faz, mas eu gosto de calor, mesmo estando a trabalhar!!!!
Vamos lá ver se a coisa muda.

P.S. Digam lá que já não tinham saudades de um post sobre o tempo???

Cinema

Segundo o Instituto do Cinema e Audiovisual, as salas de cinema perderam 500 mil espectadores nos primeiros seis meses deste ano.
Noticia completa aqui

Tendo em conta o preço dos bilhetes, esta noticia não me surpreende nada! Eu gosto de ir ao cinema, mas acho os preços exorbitantes. O mesmo se aplica para teatro e outras coisas ligadas à cultura.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Há dias...

...em que fazemos um esforço terrível para sair da cama e um ainda maior para não voltar para lá!
Hoje foi um desses dias, e, se calhar, mais valia não ter saído.

Coldplay

A minha irmã sempre disse que queria ir ver os Coldplay, até que os bilhetes esgotaram e ela ficou desolada.
Mesmo assim nunca se deu por vencida, e na segunda feira conseguiu um bilhete de alguém que teve que desistir por motivos profissionais. Como ele vendia pelo preço de custo, lá chegaram a acordo sobre a forma de entrega e ontem lá foi ela sozinha ver Coldplay.
Como podem imaginar adorou.
Eu gostava de ter ido ver, mas não fazia questão, uma vez que tenho outras prioridades.
Mas sabem o que é que eu gostava mesmo de ir ver??? Era Michael Bolton e Kenny G ao pavilhão atlântico.
Portanto, se alguém tiver aí um bilhetito a mais e quiser companhia, eu vou :)))

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Momento Fotográfico #187

A mesa da sala ontem à noite:

Formatura do Gustavo

Ontem foi o ultimo dia de pré para o Gustavo. Durante o mês de Julho ainda tem CAF, mas a pré terminou ontem com a festa de entrega de diplomas e formatura para os que vão entrar na primaria.
Ele só frequentou este jardim de infância este ano, e logo no inicio o comportamento dele mudou radicalmente. Começou a gostar de ir para a escolinha, deixou de chorar quando o deixávamos lá e até disse uma vez que o tinha ido buscar cedo demais!!!
Eu só tenho que agradecer à educadora e às auxiliares o trabalho feito durante o ano, assim como o carinho e atenção que lhe deram.
Ontem terminou de uma forma emotiva, mas muito bonita. Tivemos direito a uma atuação com o professor de música e uns jogos com o professor de educação física.
Os finalistas, além do diploma receberam um anel e uma gravata.
No final houve o cantar de parabéns com um bolo delicioso.
Recebemos o dossier com os trabalhinhos dele e fiquei surpreendida. Está muito bem organizado, tudo separado por temas e com uma apresentação exemplar. Além disso, vinha também um DVD com as fotos e um filme muito engraçado das actividades feitas ao longo do ano.
Nota-se que trabalharam bastante ao longo do ano e as crianças adoraram estar lá.
Ontem perguntei ao Gustavo se estava triste por sair da pré e ele disse que sim, mas que queria ir sempre visitá-las.
Deixo-vos com algumas fotos:

E pelo segundo dia consecutivo...

... roubam-me o pão!

terça-feira, 5 de julho de 2011

Momento Fotográfico #186

Ultimo dia Pré Gustavo:

Eu acho que...

... hoje é o dia!

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Momento Fotográfico #185

Está oficialmente aberta a época das caipirinhas, caipiroskas, morangoskas, etc...

Meninas, não se deixem enganar

Uma equipa de urologistas de Seul provou que o tamanho do pénis pode ser comprovado pelos dedos anelar e indicador.
Mais pormenores aqui
Rapazes, se não são felizes no tamanho, é melhor começarem a andar de mãos nos bolsos!

Momento Musical

Eu não sou muito de seguir tendencias musicais. Lembro-me por exemplo que, quando começou a aparecer o Kizomba, eu não gostava. Entretanto fui ouvindo e aprendi a gostar de algumas.
Com o Kuduro foi a mesma coisa, mas neste momento, fazendo um balanço dos primeiros 6 meses deste ano, posso considerar esta a musica das minhas saidas (que nem foram assim tantas comparadas com outros tempos).
Como diria o Malato: Já fui muito feliz ao som disto:

sábado, 2 de julho de 2011

Momento Fotográfico #183

Era a isto que me referia no post anterior:

Pequenos Prazeres do Mundo da Anabela #14

O tempo que o Gustavo passa na minha cama ao fim de semana.
Geralmente ele acorda e vem ter ao meu quarto. Depois ficamos ali na brincadeira até nos apetecer levantar.
São pequenos momentos que me sabem pela vida.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Casa de Ferreiro...

Eu faço coleção de marcadores de livros, e, para marcar os que ando a ler uso o primeiro papel que me aparece (neste momento é uma conta de supermercado)!
Isto porque os meus marcadores estão guardados num álbum todo bonitinho!!!!

A veia de poupado do Gustavo

Lembram-se do episódio da mochila?
No fim de semana passado aconteceu algo parecido. Tivemos a nossa estreia anual na praia e, como ele cresceu bastante, a toalha de praia está pequena. Eu disse-lhe que tinhamos que comprar outra toalha, uma vez que esta era pequena. Resposta dele:
"Eu acho que não é necessário, eu gosto de estar com as pernas na areia!!!!"

Balanço do Mês de junho

Junho não foi um mês bom.
Desde o acidente, até problemas de saúde, aconteceu um pouco de tudo.
Claro que também teve coisas boas, mas as menos boas superaram-nas.
Venha Julho, e que seja melhor que o anterior.

Do fim de semana

Amanhã apetecia-me ir para a praia e passar o dia todo no Dolce Fare Niente.
Apetecia-me, porque o Gustavo tem um ensaio e uma festa de anos, logo o dia vai ser passado por aqui!
Bom Fim de Semana para todos.