domingo, 17 de julho de 2011

Das Portagens automáticas

Há uns dias numa portagem de pagamento automático, o sr. do carro à minha frente encontrava-se com alguma dificuldade em efetuar o pagamento: ele metia o cartão, tirava, voltava a meter e nada.
Eu comecei a ficar impaciente e decidi sair do carro e ajudar. Quando cheguei lá já estava alguém a falar com ele pelo intercomunicador, mas não adiantou. O homem estava a meter o cartão de forma errada, e estava tão nervoso que não conseguia fazer bem. Eu peguei no cartão, coloquei-o corretamente e funcionou.
Mas ele esteve ali algum tempo e não veio ninguem para ajudar.
Por vezes os nervos conseguem bloquear o raciocinio!

Sem comentários:

Enviar um comentário