sexta-feira, 4 de maio de 2012

Das coisas que me acontecem

Eu até sou uma pessoa positiva, a sério que sou.
Mas, mesmo que eu não queira dar importância, o facto é que me acontecem sempre as coisas mais caricatas.
A última aconteceu com a biblioteca:
A última vez que fui buscar livros, trouxe dois. Um devolvi na semana passada e o outro pedi à minha mãe para ir devolver hoje.
Ela veio com a informação que eu ainda tinha um livro para devolver e, como estava fora do prazo, não podia requisitar mais nenhum.
Achei aquilo muito estranho e decidi ir lá ver o que se passava.
O livro em causa era de uma requisição anterior a esta e estava como não tendo sido entregue.
Eu, que só faço nova requisição quando entrego os antigos e tendo a certeza que o tinha entregue, expliquei isso à senhora, dizendo que ia expor o caso aos superiores, mas pagar um livro que não tinha é que não podia ser.
A senhora decidiu pedir a outra para procurar o livro na estante e... voilá, o livro apareceu.
Diz ela que quando o receberam o leitor não o leu e a pessoa não reparou.
O mais estranho é que, na semana passada fui devolver um e essa mesma pessoa que não reparou, não foi capaz de me dizer que tinha o livro em atraso.
Até aqui ainda facilitava, nunca pedindo os talões de entrega, mas a partir de agora nunca mais.
E vou ter especial atenção à fulana em causa.

Sem comentários:

Enviar um comentário