quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Dia das Bruxas

Hoje celebra-se o famoso Halloween.
Quando morava na terrinha, andávamos à noite a colocar abóboras em diversos locais, para assustar as pessoas. Mesmo depois de sair de lá, ainda organizei festas durante alguns anos.
Ultimamente tenho ficado por casa, e, talvez devido aos sintomas da idade, adoro.
E vocês, como vão passar o Halloween?

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Das coisas boas da blogosfera

Em quase quatro anos de blogosfera nunca tinha ganho nenhum sorteio. Também, diga-se de passagem, não tenho participado em muitos.
Há uns tempos a querida Pretty lançou uma série de sorteios para comemorar os 1000 seguidores. Eu, como tenho uma simpatia especial por ela, decidi participar em todos.
Et voilá, ganhei uns maravilhosos bombons da Chocol'arte.
Vinham numa caixa linda, linda e tenho a dizer-vos que são divinais.
Aproveito ainda para dizer que a Tânia é muito atenciosa e foi-me mantendo sempre a par da expedição da encomenda.
Se ainda não conhecem a Chocol'arte, façam o favor de ir ao facebook e ver as coisas deliciosas que lá estão. Só pelas imagens já ficam com água na boca, mas garanto-vos que o sabor vos vai surpreender.

Muito obrigada à Pretty e à Chocol'arte.


Polar Postcrossing 2012

À semelhança dos anos anteriores, está aberta mais uma edição do Polar Postcrossing, organizada pela Pólo Norte.
Participei pela primeira vez no ano passado, e este ano irei participar de novo.
Mais informações aqui.
E participem, não custa nada e sabe bem voltar a receber postais "físicos" no Natal.

domingo, 28 de outubro de 2012

Resultado de uma manhã produtiva

Pequenas arrumações feitas, trabalhos de casa e estudo terminados, frango com castanhas para o almoço e tarte de nata para sobremesa.
Agora espera-me uma maratona de Downton Abbey :)

Momento Musical

Para quem, como eu, não esteve lá, mas daria quase tudo para ter estado:

Mudança de Hora

Terei sido a única a esquecer-me da mudança de hora?
A parte positiva é que a manhã está a ser produtiva :)

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Do Gustavo

Agora anda com a mania que quer ser explorador. Fala em ir à casa da terrinha com uma lanterna, descobrir túneis secretos (não faço ideia onde foi buscar isto, mas imaginação não lhe falta).
Um dia destes à noite estávamos a falar sobre isso e a Tânia disse-lhe que ele podia até ser arqueólogo e estudar os restos de dinossauros ou pessoas.
Ele, do alto dos seus 7 anos, responde-lhe:
- "Estás enganada, isso não são arqueólogos, são paleontólogos"
De facto ele tem razão, os arqueólogos estão mais virados para as civilizações e culturas e os paleontólogos para os fósseis.
Mas esta resposta, vinda de um miúdo de 7 anos, deixou-nos boquiabertas.

Cuidados de Beleza do Mundo da Anabela #27

Mais uma vez vamos falar de cuidados com a pele.
Já vos falei aqui nas maravilhas que o creme Nivea tem feito pela minha pele. Estou bastante satisfeita com os resultados mas, com a chegada do tempo mais frio, decidi procurar um produto que ajude no combate às manchas (os tratamentos para as manchas NUNCA devem ser feitos no verão).
A experiência diz-me que não existem milagres e que nenhum produto me vai fazer desaparecer as manchas, apenas vão atenuá-las.
Depois de muita investigação, decidi experimentar o creme Benamor. Este também é um creme antigo e português.
Já estou a usar há algum tempo, à noite e os resultados são muito satisfatórios. Noto uma diminuição na intensidade das manchas e acordo sempre com a pele macia.
O único inconveniente é o cheiro desagradável do creme, mas que passa ao fim de uns minutos.
O melhor disto tudo é que também é um creme baratissimo.
Podem encontrá-lo à venda nas mercearias tradicionais ou no Continente, sendo que nas primeiras não chega a custar 5€ e no Continente custa quase 9€.
Com isto, deixo-vos a minha rotina de cuidados com a pele, de manhã e à noite:

Manhã:
- Limpeza da pele com sabonete de Alcatrão e água(baratissimo e muito bom)
- Água de Rosas (nunca mais usei tónico. A água de rosas é muito menos agressiva para a pele e muito mais económica).
- Creme Nivea
- Maquilhagem

Noite:
- Limpeza da pele com sabonete de Alcatrão e água (só uso desmaquilhante para os olhos, o rosto gosto sempre de lavar com água)
- Água de Rosas
- Creme Benamor

Isto é o que eu uso e com o que me sinto bem. Não quero com isto fazer um boicote aos produtos mais caros.
No meu caso, estes funcionam na perfeição e os resultados não ficam atrás dos obtidos com produtos mais caros.
Na minha opinião, mais importante que o preço dos produtos, é cumprir as rotinas de limpeza e hidratação da pele.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Os meus Livros #39

Alexandra, A Última Czarina
Este livro é uma biografia bastante completa da esposa do último imperador da Rússia, Nicolau II.
Vai desde a juventude dela, passando pelo noivado e casamento, acompanhando a sua adaptação aos costumes russos e termina na morte de toda a família.
Apesar de bastante pormenorizado, a autora consegue romancear o livro e envolver-nos na história.
É o segundo livro que leio desta escritora (o primeiro foi O Diário Secreto de Maria Antonieta), e gostei bastante.
Adoro livros biográficos e que retratem tempos antigos.


Título: Alexandra, A Última Czarina
Autor: Carolly Erickson
Sinopse: A czarina Alexandra, mulher de Nicolau II, assombrosamente bonita e melancólica, fiel seguidora de Rasputine, executada, juntamente com toda a sua família, no seguimento da Revolução de Outubro de 1917, mantém-se uma personagem enigmática da história mundial.
 Num tom confidente, rico em detalhes, com base em investigação histórica cuidada e enriquecida por uma brilhante imaginação, o relato da vida de Alexandra e da sua sociedade resulta num retrato biográfico tão intenso e difícil de abandonar, quanto é também um envolvente romance. Com esta obra, Alexandra deixa de ser uma figura histórica remota e transforma-se numa personagem de carne e osso.
Este livro é afinal um retrato impressionante de Alexandra, a imperatriz que os russos culpam pela queda dos Romanov, a última czarina do Império Russo.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Pensamento do Dia & Momento Musical


Destralhamento

Este fim de semana chegou a vez de destralhar a garagem.
Depois dos vários destralhamentos aqui em casa, a maioria das coisas era guardada na garagem. Conclusão: tinha a garagem cheia de tralha.
Este fim de semana foram roupas, muitos papéis para destruir e uma mala cheia de brinquedos para a Cruz Vermelha.
Ainda falta limpar, mas está tudo muito mais organizado.

domingo, 21 de outubro de 2012

Das séries

Já vos disse aqui imensas vezes que praticamente não vejo televisão.
O facto de não ver não faz com que não esteja a par das novidades em termos de séries ou filmes. Antes via muita coisa, mas agora o tempo é pouco e tenho dado prioridade aos livros.
Já há algum tempo que tinha lido muito boas criticas a Downton Abbey e achei que fazia o meu género.
Hoje comecei a ver a primeira temporada e estou a adorar. Faltam-me 3 episódios (penso que ainda termino hoje) e já tenho a segunda prontinha para ver. Sei que a terceira está a ser exibida no AXN, mas eu prefiro ver no PC, no horário que eu quero/posso e vários episódios seguidos.
E vocês, quais as séries que recomendam?

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Momento Musical

...

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Do Gustavo

Pois, diz que o garoto é alérgico a quase tudo: desde ácaros, erva e algumas proteínas do leite.
Tem asma e rinite alérgica.
Adeus tapetes, cobertores e peluches.
Olá bomba e aspirar e limpar o pó quase todos os dias.


P.S. Ele tem dois bonecos sem os quais não dorme. Um deram-lhe quando nasceu e o outro foi dado pela primeira educadora dela, há uns anos.
Agora temos uma desculpa para ele deixar de dormir com os bonecos, mas não vai ser fácil!

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Da crise

É o assunto do momento, e, por mais que nos tentemos abstrair, pura e simplesmente não conseguimos.
Esta maldita crise afecta-nos a todos, e o problema é que os sacrifícios que nos são impostos não vão resolver nada.
Eu não sou nenhuma expert em economia, mas sei o básico para saber que não é reduzindo o poder de compra que se vai estimular a economia e fazê-la crescer.
Há uma lição que se dá em economia, que retrata bem isto. Certamente já ouviram em algum lado, mas deixo aqui na mesma:

Um turista vai a um hotel e pergunta quanto custa um quarto por noite. O funcionário diz-lhe que são 100€ e ele pede para ver o quarto, deixando os 100€ como caução.
Enquanto o turista vê o quarto, o funcionário pede a outro que vá pagar a divida que o hotel tem no talho, com os 100€ do turista.
O dono do talho aproveita que recebeu os 100€ do hotel e vai pagar uma divida que tinha com um fornecedor.
Por sua vez o fornecedor vai pagar uma divida que tinha com uma prostituta.
A prostituta vai ao hotel pagar uma divida que tinha pelo aluguer de um quarto.
Por último, o turista diz que não gosta do quarto e pede os 100€ de volta.

No fundo ninguém gastou nada e ninguém ganhou nada, mas todos ficaram sem dividas.

Sinceramente penso que vamos todos fazer sacrifícios em vão, e para o ano estaremos na mesma situação, ou numa pior.

Já agora, alguém tem visto o nosso presidente? Eu sei que ele é uma pessoa idosa, está frio e custa-lhe tirar a manta das pernas, mas uma palavrinha não lhe ficava nada mal.

Do nosso sistema de saúde

Ou de como as pessoas não passam de números:
Penso que já referi aqui que o Gustavo anda há uns tempos com uma tosse persistente. Depois de muitas idas ao médico sem nunca se descobrir a causa daquilo, numa das últimas consultas foi colocado a apanhar máscaras e veio com uma medicação que durou um mês. No fim da medicação devia ir à médica de família para ser encaminhado para um alergologista.
Para se conseguir consulta na nossa médica de família, ou se marca por telefone no último dia do mês (nesse dia marcam todas as do mês seguinte), ou se vai para lá às 4h da manhã (o que é impensável com uma criança de 7 anos).
Como a medicação estava a acabar, eu, no final de Setembro, marquei logo a consulta para outubro.
Fomos à consulta, explicámos o que se tinha passado, qual a medicação que tinha feito e que ele, apesar de ter andado bem durante o tempo em que tomou a medicação, já estava com tosse outra vez.
Ela achou por bem mandá-lo fazer testes às alergias e, quando tivéssemos os exames prontos, devíamos ir lá mostrar.
Ora, sabendo que só no final de outubro é que posso marcar outra consulta (consulta essa que só se irá realizar em novembro), não podendo ir para lá com ele às 4h da manhã e vendo a tosse a ficar pior de dia para dia, eu descobri o dia em que a médica atende no SAP e na segunda-feira fui lá.
Depois de ter estado 1h30 à espera, vou para fazer a inscrição e a funcionária diz-me que a médica não o vai atender porque não vê exames ali. Eu lá lhe expliquei que ele continua com tosse e que é impensável ir para o centro de saúde às 4h da manhã com uma criança de 7 anos, mas ela decide chamar a médica e explicar a situação. A médica diz que não vê exames ali, que são só urgências, etc (estávamos 4 pessoas para consulta).
Eu mantenho a minha posição, que aquilo efectivamente é uma urgência, uma vez que ele continua com tosse, e lá me deixam marcar a consulta.
Entrámos, expliquei a situação e ela recusa-se a ver os exames.
Eu volto a insistir que ele continua com tosse e, qual não é o meu espanto quando ela diz que lhe vai receitar a mesma medicação que lhe tinham receitado no pediátrico e ainda me pergunta quais foram as quantidades receitadas.
Estamos a falar de medicação forte (Singulair), com efeitos secundários que incluem tremores, mau-estar e palpitações.
Eu não digo que ele não precise de tomar isto, mas não lhe custava nada ter visto os exames antes de estar a receitar medicação que pode nem ser a mais adequada.
Em relação ao exame, perguntei como fazia para o mostrar e ela informou-me que, no caso de exames, não precisa de ver o doente. Basta deixar lá e ela depois informa a funcionária das medidas a tomar.
Claro que não comprei os medicamentos e claro que ele vai ser visto por outro médico.
Em relação à medica de familia e a toda esta situação, ainda não sei muito bem o que fazer. Por um lado não me apetece muito chatear, mas por outro, é por toda a gente ficar calada que estas coisas acontecem.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Dia Mundial da Alimentação

Celebra-se hoje o dia mundial da alimentação.
De há uns tempos para cá, temos vindo a mudar radicalmente os nossos hábitos alimentares.
Cá em casa não entra carne de porco, e comemos muito mais peixe e carnes brancas.
Por incrível que pareça, consegui diminuir a conta do supermercado.
As refeições são todas planeadas e não há desperdício nenhum.
Claro que não levamos isto ao extremo: se formos comer a casa da minha mãe ou fora, não há dieta, mas cá em casa levamos a coisa a sério.

10 Anos de Prova Oral

A Prova Oral, programa da autoria de Fernando Alvim com emissão na Antena3, faz 10 anos.
Para assinalar a data, em vez de um bolinho com 10 velas, vai ser lançado um kit do ouvinte composto por um livro, um CD e um DVD.
A apresentação terá lugar amanhã, dia 17 de outubro, às 22 horas no Ritz Clube.
Pessoas de Lisboa, se tiverem oportunidade vão. Tenho a certeza que vai valer a pena.

Mais informações aqui.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Um dia voltas ao exercício físico....

Hoje foi o dia.
No verão, à semelhança do que acontece todos os anos, não fiz exercício com regularidade. Dei umas voltas de bicicleta, mas nada de especial.
Ao fim de vários adiamentos, hoje voltei às caminhadas.
Gosto mesmo de incluir exercício na minha rotina diária. O dia de trabalho é logo encarado com outro ânimo.

Do fim de semana

Eu, que andei semanas a chorar o fim do verão, já me rendi ao tempo mais fresco.
Este fim de semana foi verdadeiramente "outonal". Se no sábado ainda saí, ontem não meti os pezinhos na rua.
O dia foi passado de pijama, entre leituras, estudo e culinárias, com direito a bolo de chocolate e tudo.


Boa semana para todos :)

domingo, 14 de outubro de 2012

Os meus Livros #38

O Príncipe da Neblina

Mais um do Carlos Ruiz Zafón. De todos os que li dele, este é o mais fraquinho, mas não deixa de nos prender desde o primeiro capitulo.

Título: O Príncipe da Neblina
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Sinopse: Um diabólico príncipe que tem a capacidade de conceder e realizar qualquer desejo... a um preço muito elevado.
O novo lar dos Carver, numa remota aldeia da costa sul inglesa, está rodeado de mistério. Respira-se e sente-se a presença do espírito de Jacob, o filho dos antigos donos, que morreu afogado.
As estranhas circunstâncias dessa morte só se começam a perceber à medida que os jovens Max, a irmã Alicia e o amigo Roland vão descobrindo factos muito perturbadores sobre uma misteriosa personagem de seu nome… o Príncipe da Neblina.

sábado, 13 de outubro de 2012

Bruno Simões

Faleceu ontem, aos 41 anos, o actor Bruno Simões.
Ultimamente não acompanhei nada em que ele tivesse participado, mas recordo-me de uma novela há uns anos em que ele fazia de Cajó e gostei bastante da sua representação.

Acontecimentos destes fazem-nos ver que não somos eternos e devemos aproveitar bem o tempo que passamos cá.

Que descanse em paz.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Das coisas da vida

É impressionante a forma como acontecimentos que, apesar de não nos afectarem de forma directa, nos deixam com um aperto no peito.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Das culinárias

Para não dizerem que só faço posts com as culinárias cujo resultado é bom, fiquem sabendo que hoje fiz uns muffins horríveis.
Ainda não percebi muito bem o que se passou!

Os meus Livros #37

A Abadia Profanada

Este livro tinha tudo para ser uma boa história, mas não é.
A escrita é pesada, e a autora limita-se a "debitar" factos históricos, sem qualquer tipo de preocupação com arranjos literários.
A essência da história é interessante, mas o livro não me conseguiu entusiasmar.

Título: A Abadia Profanada
Autor: Montserrat Rico Góngora
Sinopse: Baseado numa história verídica a demanda do Graal pelos nazis no mosteiro de Montserrant em Barcelona. Montserrat Rico Góngora consegue que a literatura ilumine a essência obscura da história não contada, e escreve um romance comovedor de uma época em que viver foi, uma vez mais, um acto de rebeldia e esperança.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Das frutas do outono

Hoje, pela primeira vez este ano, comi dióspiro (vindo diretamente do nosso diospireiro da terrinha)
Já vos disse que adoro esta fruta, não já?

Papas

A propósito desta noticia, tenho que vos confessar uma coisa: alguns sábados, depois de um dia dedicado às tarefas domésticas e cansadas demais para fazer jantar, eu e a minha irmã costumamos comer papas à noite.
Por norma são dias em que o Gustavo dorme com a minha mãe, mas também já o fizemos com ele cá (e ele gosta mais do que nós).
É bom, fácil e rápido de fazer e não sujamos muito a cozinha :)

Porque nem só de dramas vive este blog

Apesar deste espaço não ser um fashion blog, deixo-vos com o pormenor do meu colar.
Foi-me oferecido nos anos e estou apaixonadissima por ele.

Hoje, a funcionária do local onde fomos às analises fez questão de me dizer que ele era muito bonito (sem me conhecer de lado nenhum). Claro que fiquei babadissima.

E vocês, gostam?

Do Gustavo

Só para que fique o registo: hoje o Gustavo tirou sangue para análises pela primeira vez.
Como é para fazer testes às alergias, foram logo quatro tubos. Claro que houve choro, mas foi só na altura de espetar a agulha.

Do ano 2012

Definitivamente o ano de 2012 está a ser um péssimo ano.
Os últimos tempos não têm sido nada fáceis, e, por muito que tente manter sempre o espírito positivo, há alturas em que não consigo.
Ontem, depois de uns dias bastante complicados, quase que me fui abaixo.
É engraçado que, enquanto as fases más duram, eu vou-me aguentando e faço tudo para resolver. Depois, entro numa espécie de ressaca e fico sem forças e reacção.
Hoje estou bem melhor e é altura de voltar a olhar para a frente, mas não me importava nada de adormecer e acordar só no fim do ano.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Modo Outono

Como já não faziamos uma mudança há algum tempo, entrámos hoje em modo outono.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

...


domingo, 7 de outubro de 2012

20 anos SIC

Já disse aqui milhentas vezes que quase não vejo televisão, mas ontem vi a emissão especial dos 20 anos da SIC e em boa hora o fiz.
Um trabalho fantástico que me trouxe à memória imensas recordações.
Se não viram tentem procurar no site o vídeo. É daquelas coisas que vale mesmo a pena ver.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Eu por cá

Estou novamente com uma crise de falta de inspiração.
Os assuntos sobre os quais me apetece falar não são de todo agradáveis.
Esta maldita crise que insiste em roubar-nos a esperança e este governo de m**** que nos vai roubando os sonhos e fazendo adiar os planos, insistindo às cegas numa politica de aumento de impostos em vez de redução da despesa, também não ajudam nadinha.
Mas enfim, amanhã é feriado, vai estar sol e calor e vamos meter um sorriso na cara e lutar por dias melhores, até porque eles não caem do céu.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

...

Parece-me que hoje vamos todos precisar:

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Das coisas da vida

Hoje o meu avô deixou a casa em que viveu a maior parte da vida, para ir para o lar.
Nós fomos lá arrumar algumas coisas e, apesar de ter lá morado alguns anos, não senti nostalgia nenhuma.
Isto pode parecer estranho, mas agora sinto que já não tenho nada que me ligue àquela terra. Foi lá que nasci e cresci, mas não tenho saudades nenhumas.
Tirando quatro ou cinco pessoas que vivem lá e de quem eu gosto, a maioria não me diz nada (pelo menos bom).
Aquilo é uma aldeia pequena, onde as pessoas deixam de viver as suas vidas para viver as dos outros, e isso não é nada bom.
Claro que ainda temos lá a casa e alguns terrenos, mas, tirando isso, nada mais me liga áquele lugar.

Dia Intenacional da Música

Hoje, dia 1 de outubro, celebra-se o Dia Internacional da Música.
Eu, apesar de não ter dotes musicais nenhuns, adoro música e adorava ter voz para cantar.
Como não tenho, limito-me a ouvir e cantar no chuveiro.
Em relação a géneros musicais, gosto de vários, dependendo do estado de espírito. Também não tenho só uma música preferida, tenho várias. Como tal, deixo-vos com uma que gosto muito e me traz boas recordações: