terça-feira, 4 de junho de 2013

The End

4 anos e 4 meses depois, chega ao fim o Mundo da Anabela.
Marcou uma fase da minha vida, trouxe-me muitas coisas boas, inclusive algumas pessoas que entraram para a categoria da amizade, mas neste momento não faz sentido continuar.
Dou assim por encerrado mais um capitulo da minha vida, e com ele o Mundo da Anabela.
O blog vai continuar on-line, até porque me dá jeito para registar as leituras.
Muito obrigada a todos os que acompanharam as histórias do Mundo da Anabela durante estes 4 anos.

sábado, 25 de maio de 2013

Momento Musical


Já vos disse que gosto muito do Samuel Úria?

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Feira do Livro de Lisboa

Começa hoje a Feira do Livro de Lisboa.
Quem me segue sabe o quanto gosto de deambular por lá.
E vocês, gostam da Feira do Livro?


terça-feira, 21 de maio de 2013

Dos Globos de Ouro 2013

Bem sei que estão à espera do habitual post com os melhores e piores looks, mas infelizmente estou sem grande tempo e vontade de o fazer.
Sendo assim, e como não quero que vos falte nada, deixo-vos com um também já habitual tesourinho:


Medo, muito medo!!!!

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Pensamento do Dia



sexta-feira, 17 de maio de 2013

Da co-adopção

Eu confesso que há uns tempos era totalmente contra a adopção por parte de casais do mesmo sexo. E era contra pelo simples facto de as crianças poderem vir a ser alvo de gozo por parte de outros miúdos.
Mas entretanto pensei melhor e, a questão do gozo acabar por ser um mal menor. Se formos a ver, os miúdos são gozados por todos os motivos e mais algum, acabando este por ser mais um.
Posto isto, o que as crianças precisam é de amor, carinho e educação. E isso, não são só as famílias ditas normais que podem dar. Aliás, há muitas famílias de pai e mãe de sexos diferentes que não sabem ser pais.
Entre estar numa instituição e ser acolhido por uma família dita "diferente", mas que lhes dê amor e carinho, a segunda opção parece-me ser o melhor para as crianças.
E, sei por experiência própria, que não é preciso uma família dita normal para que a criança se sinta amada e cresça feliz.
Por isto tudo, acho que hoje, com a aprovação do projecto de lei que prevê a co-adopção, foi dado um pequeno passo no sentido de perdermos um bocadinho do preconceito e de nos tornarmos uma sociedade melhor (eu incluída).

Tenho saudades...

do sol;
do calor;
de fins de tarde na varanda;
de praia;
de esplanadas;
de chinelo no pé;
de noites quentes;
de caipirinha, caipirão e morangão;
de férias...

E estou fartinha, fartinha, fartinha de chuva e frio.
Hoje estou com uma neura que a minha vontade era ficar na cama o dia todo!
Tenham uma boa sexta-feira!

quinta-feira, 16 de maio de 2013

A maldição dos 92

E o filme de sábado repetiu-se. Num jogo em que jogámos para ganhar, fomos a melhor equipa em campo, mais uma vez a sorte não esteve do nosso lado. 
Apesar de não termos ganho, sinto um orgulho enorme em ser Benfiquista. 
Mostrámos que somos muito grandes e estamos à altura de qualquer equipa. Jogámos com garra e foi lindo de se ver a luta constante para conseguir ganhar o jogo. 
Ontem, depois de postar o titulo deste post no facebook, vieram logo alguns portistas sugerir que mudasse de clube. 
Jamais faria isso. Ser do Benfica é uma paixão. Tal como nas paixões, ao ser do Benfica também se sofre, mas acredita-se sempre. 
Pode não ser agora, mas um dia chegaremos lá. 
Ficamos zangados em alguns jogos, mas nos seguintes estamos lá a torcer mais uma vez. 
E, há ainda mais uma coisinha: eu, apesar de ser uma pessoa muito chique e com muita classe, tenho sangue vermelho a correr nas veias. 
Por isto tudo e mais o que não disse, o Benfica é e vai ser sempre o meu clube.


quarta-feira, 15 de maio de 2013

Angelina Jolie faz dupla mastectomia

Sem duvida que esta é a notícia dos últimos dias.
De acordo com um texto publicado no The New York Times, a actriz fez testes médicos e chegaram à conclusão que tem um gene (BRCA1) que aumenta o risco de desenvolver cancro da mama ou dos ovários, situando-se este nos 87% para o cancro de mama e 50% para o dos ovários.
Uma vez que a mãe dela tinha falecido aos 56 anos vitima de cancro, ela tomou a difícil decisão de se submeter a uma dupla mastectomia.
Não será de todo uma decisão fácil de tomar, mas, confrontada com 87% de possibilidades de desenvolver cancro de mama e tendo lidado de perto com a doença, sabendo o sofrimento que esta causa, penso que foi a decisão acertada.
Cada vez mais se deve apostar na prevenção e só é pena que estes exames de diagnóstico não sejam acessíveis a toda a população.
Podem ler o texto completo aqui.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Do tempo

Sou só eu que ando fartinha destas variações loucas de temperatura????
Num dia parece que estamos no verão, no dia a seguir volta o frio, com ameaças de chuva.
Querido São Pedro, estamos na primavera, a caminhar a passos largos para o verão!!! Deixa lá a chuvinha e o frio e manda sol e calorzinho.
Eu e a restante população portuguesa agradecemos!

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Do meu Benfica

Nada melhor que começar a semana com um post sobre futebol.
Desse lado sabem que esta que vos escreve, não sendo uma adepta fervorosa de futebol, gosta muito do seu Benfica.
Também podem imaginar como me senti depois da derrota no sábado. Aquilo foi acreditar até ao último minuto e depois, pimba...
Por muito que nos custe, o futebol é assim: tem sempre o factor sorte. Neste caso não foi só falta de sorte, foi também falta de ambição e jogar para manter o empate. Tal como na vida, também no futebol a ambição é saudável. Não podemos contentar-nos com aquilo que temos, sob pena de sermos ultrapassados por outros.
Claramente foi isso que aconteceu no sábado: nós estávamos a jogar para manter o empate e o Porto, querendo sempre mais, jogou para ganhar. E conseguiu.
Também não acho que tenha sido no sábado que perdemos o campeonato (sim, eu sei que ainda não acabou, mas não acredito em milagres), foi sim contra o Estoril. Aquela margem tinha-nos sido favorável no sábado, diminuindo a pressão que não soubemos gerir.
Não podemos negar que fizemos uma época fantástica, e é injusto ver o título fugir assim no final, mas lá está, no futebol o factor sorte também conta e, acima de tudo, esta não esteve do nosso lado.
E é isto, adepto benfiquista sofre, chora, morre na praia, mas para a próxima época está lá outra vez. E acredita que na nessa é que vai ser.
Agora vou ali voltar a juntar as minhas forças para quarta-feira.
Tenham uma boa semana, sim.


quinta-feira, 9 de maio de 2013

Dia da Espiga

Celebra-se hoje a Quinta Feira da Ascensão e o dia da Espiga.
Segundo a tradição, deverá dar-se um passeio matinal e fazer um ramo com Flores (para haver amor e alegria), uma espiga (para haver sempre pão) e um raminho de oliveira (para haver paz e luz). Esse ramo deverá ser colocado atrás da porta de entrada e ficar lá até o ano seguinte.
Eu estava tentada a ir arranjar um ramo, mas o tempo não quer colaborar comigo!!! Vamos ver se melhora.

terça-feira, 7 de maio de 2013

Museu dos Abba

É inaugurado hoje em Estocolmo um museu dedicado aos Abba.
Eu, como fã assumida do grupo, gostava imenso de o visitar.

segunda-feira, 6 de maio de 2013

As minhas histórias #2

O dia em que eu ia batendo num idoso (ou como o sol faz mal à cabeça)

Corria o ano de 2005 quando duas irmãs escolheram como destino de férias o Algarve, mais concretamente Albufeira.
Fizeram a viagem desde Aveiro de comboio, apanhando depois um táxi que as levaria até ao hotel.
Acontece que, a estação mais próxima de Albufeira era uma espécie de deserto, não havendo táxis disponíveis. Isto obrigou-as a ficar à espera, numa fila enorme e debaixo de um calor abrasador.
Atrás delas na fila estavam duas idosas e havia ainda um idoso, que não se encontrava na dita fila. Quando confrontado pelas idosas pelo motivo porque não estava na fila, respondeu-lhes, arrogantemente, que não precisava, uma vez que o hotel o vinha buscar.
Os táxis eram escassos e as idosas começaram a sentir-se mal com o calor. As irmãs, imaginando-se assim dali por muitos anos, decidiram dar-lhes a sua vez, deixando-as muito comovidas.
Entretanto chegou uma senhora de aspecto duvidoso num minúsculo Fia Panda, oferecendo boleia e quarto a quem quisesse. As irmãs, que até gostam de aventura mas com limites, recusaram a oferta e continuaram à espera do seu táxi.
Passado aquilo que lhes pareceu uma eternidade, eis que chega o tão ansiado táxi, iniciando-se aqui uma verdadeira cena de filme.
No momento em que elas iam em direcção ao táxi  o idoso, que supostamente estava à espera do transporte do hotel, antecipou-se e foi em direcção ao mesmo. A irmã mais velha desatou a correr e, educadamente, tentou explicar-lhe que ele não estava na fila e que aquele táxi era para elas.
Ele decidiu fazer ouvidos de mercador e entrou para o carro. Ela, apesar de ser uma pessoa bastante calma, estava com duas horas de sol na cabeça e isso fez com que perdesse um bocadinho a noção, agarrando o idoso por um braço e tirando-o do táxi à força. A irmã mais nova nem queria acreditar no que os seus olhos viam, até porque nunca tinha visto a outra com este tipo de comportamento.
O taxista, depois de ter assistido àquilo e ter visto a mala largada pela irmã neste aceso de fúria bater-lhe no carro, só dizia que não tinha nada a ver com aquilo e para eles se entenderem.
Rapidamente vieram as restantes pessoas da fila em auxilio das irmãs e estas conseguiram ficar com o táxi  indo o idoso para o fim da fila.
Mora da História: O Sol faz muito mal à cabeça, mas o homem estava a pedi-las!

Do tempo

Não sei se já vos disse, mas tenho uma espécie de boletim meteorológico incorporado: o meu joelho esquerdo. Assim que o tempo muda, ele dá sinal.
Na semana passada fui ao site da meteorologia e juro que vi que esta semana ia estar sol e as temperaturas bastante agradáveis.
Com base nestas previsões, ontem pintei as unhas e decidi deixar os vermelhos que uso durante o inverno e aventurar-me num rosa muito primaveril, pensando que esta semana até ia desfilar os pezinhos nuns peep toes.
Engano o meu... Eis que de noite o meu joelho deu sinal. Mesmo assim, decidi pensar que era falso alarme... mas não!!! Hoje de manhã confirmei que o sol desapareceu, a temperatura desceu e não deve demorar muito a chover...
Já fui de novo ao site da meteorologia e as previsões actualizadas não são animadoras.
Moral da história: confiar sempre no joelho / boletim meteorológico!
Ai primavera, primavera...

domingo, 5 de maio de 2013

Dia da Mãe

Um Feliz Dia a todas as Mães, em especial à minha.

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Do meu Benfica

23 anos depois estamos novamente numa Final Europeia.
E eu estou muuuiiito Feliz.



E não, não vou falar no ressabiamento dos adeptos dos outros clubes, até porque, lá no fundo todos gostariam de estar a viver este momento!

terça-feira, 30 de abril de 2013

Os Meus Livros #49

O Guardião de Livros
Nunca tinha lido nada desta autora, mas chamou-me a atenção o facto de ter um bibliotecário como personagem principal. Isto aliado ao meu gosto por romances históricos fez com que o trouxesse.
Não é dos melhores livros que já li, mas também não é dos piores. A história é boa, mas a autora não consegue prender o leitor, tornando o livro mediano.



Título: O Guardião de Livros
Autor: Cristina Norton
Sinopse: Uma escrava muda conta um segredo guardado durante 200 anos; um escravo apaixona-se por quem não deve; uma carioca leva um português a descobrir as delícias do sexo; um cientista judeu a quem são confiados dois livros raros naufraga nas ilhas Malvinas. Estas são algumas das personagens deste romance, que nos narra a vida de Luís Joaquim dos Santos Marrocos, um bibliotecário hipocondríaco que, em 1811, atravessa o Atlântico rumo ao Brasil acompanhado por 76 caixotes cujo conteúdo era verdadeiramente precioso: no seu interior seguia a Real Biblioteca do Palácio de Ajuda, inicialmente esquecida no cais de Belém aquando da saída apressada da Corte portuguesa para o Brasil em 1808. A chegada ao Rio de Janeiro não foi fácil para Marrocos ao deparar-se com uma cidade onde nada o seduzia, - nem a comida, nem os cheiros, nem o calor - e com uma corte endividada, amante de cerimónias grandiosas e grosseira nos seus costumes diários. Mas tudo mudou quando conheceu Ana de Souza Murça. A autora descreve-nos uma vida rica em acontecimentos inesperados, onde a ironia se mistura com momentos comoventes.
Depois do sucesso de O Segredo da Bastarda Cristina Norton volta a deslumbrar-nos com o seu estilo expressivo e inovador assente numa pesquisa histórica séria. Este romance enfeitiçará e prenderá o leitor.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

29+5

Ora então, Parabéns para Mim :)


Para os mais distraídos, 29+5 é uma maneira soft de dizer 34!!!

sábado, 27 de abril de 2013

Os meus Livros #48

As Três Vidas
Gostei bastante deste livro de João Tordo. Tem uma escrita cativante que nos consegue prender do inicio ao fim.
Recomendo.


Título: As Três Vidas
Autor: João Tordo
Sinopse: Quem é António Augusto Millhouse Pascal? Que segredos rodeiam a vida deste homem de idade, que se esconde do mundo num casarão de província, acompanhado de três netos insolentes, um jardineiro soturno e uma lista de clientes tão abastados e vividos, como perigosos e loucos? São estes os mistérios que o narrador, um rapaz de uma família modesta, vai procurar desvendar não podendo adivinhar que o emprego que lhe é oferecido por Millhouse Pascal se irá transformar numa obsessão que acabará por consumir a sua própria vida. Passando pelo Alentejo, por Lisboa e por Nova Iorque em plenos anos oitenta - época de todas as ganâncias - e, desvendando o passado turbulento do seu patrão - na Guerra Civil Espanhola e na Segunda Guerra Mundial -, As Três Vidas é uma viagem de autodescoberta através do «outro». Cruzando a história sangrenta do século XX com a história destas personagens, este romance é também sobre a paixão do narrador por Camila, a neta mais velha de Millhouse Pascal, e sobre a procura pelo destino secreto que a aguarda; que estará, tal como o do seu avô, inexoravelmente ligado ao destino de um mundo que ameaça, a qualquer momento, resvalar da estreita corda bamba sobre a qual ela se sustém.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

As minhas histórias #1

Cá está a primeira história. Já tem uns anitos e até penso que a contei aqui, logo no inicio do blog.
Aconteceu numas férias e foi motivo de boas gargalhadas de cada vez que a contávamos.

Uma Aventura Rastejante
Esta é a história de duas irmãs que embarcam para umas maravilhosas férias num resort em Tenerife.
À chegada é-lhes atribuído um quarto no rés-do-chão e cedo constatam que a varanda serve de alojamento a umas nojentas Osgas. - De referir que essas irmãs têm pavor a répteis.
Ainda tentam mudar de quarto mas, devido à lotação do hotel, tal não é possível.
Não têm outra alternativa senão resignar-se e tomar as devidas precauções, nomeadamente fechar sempre a varanda e fazer uma inspecção ao quarto antes de dormir.
Eis que, numa bela noite, depois do habitual jantar e convívio no bar, recolhem aos seus aposentos, como normalmente.
A irmã mais nova está a lavar os dentes e a mais velha está na sanita (não interessa a fazer o quê). De referir que a sanita é separada do resto da casa de banho por duas pequenas portas. 
De repente, a mais nova acha que vê um réptil por cima da porta de entrada da casa de banho e sai da mesma, aos gritos. A mais velha, que está sentadinha na sanita (já disse que não importa a fazer o quê), fica assustadissima e sem saber o que fazer. Podia ficar ali, correndo o risco do réptil ir ter com ela, ou sair, tendo que passar pela porta onde supostamente está o animal. Depois de ponderar, e porque era chato passar a noite na casa de banho, decide cobrir a cabeça com uma toalha (não fosse o réptil cair-lhe em cima) e sair.
Já no quarto, decidem que não podem dormir com o réptil na casa de banho, ligando para a recepção a pedir ajuda. O funcionário diz que vai enviar alguém e elas aguardam, sempre atentas à casa de banho.
Talvez devido ao adiantado da hora, a ajuda tarda em aparecer. A irmã mais velha, que é um bocadinho impaciente, começa a achar muito estranho a falta de sinais do dito réptil e, enchendo-se de coragem, decide ir à casa de banho investigar. Sobe a uma cadeira, espreita para o sitio onde supostamente o réptil se encontrava e, qual não é o seu espanto quando vê, não um réptil, mas uma melga gigante.
Basicamente a irmã mais nova viu pelo espelho algo a mexer e deduziu que fosse uma Osga, o que não correspondia à verdade. Tudo bem que a melga era grande, mas daí a parecer uma Osga!!!
Depois de desvendado o mistério e de se rirem que nem umas perdidas, ainda tinham que ligar para a recepção a cancelar o pedido de ajuda.
A sua reputação não lhes permitia dizer a verdade, até porque corriam o risco de ser gozadas pelos funcionários o resto das férias. Então, a mais velha volta a ligar para a recepção e diz que já  não precisam de ajuda, uma vez que conseguiram enxotar o réptil do quarto. O recepcionista, muito admirado, pergunta-lhe como. Ela, que não estava à espera de perguntas, responde a primeira coisa que lhe vem à cabeça: Com um sapato!!!!
E assim termina uma aventura da qual poderiam ter saído humilhadas (afinal confundir uma melga com uma osga é motivo de gozo), mas conseguiram passar por heroínas, espantando uma osga com um sapato!!!

Para ilustrar o post, deixo-vos a imagem não de uma osga, uma vez que não tenho nenhuma, mas de um lagarto, que era coisinha que também abundava por lá.

Grant's True Tales

Há uns tempos decorreu em Lisboa o Festival Grant's True Tales.
Não estive presente, mas ouvi uma emissão da Prova Oral dedicada ao mesmo e gostei bastante, tendo logo pensado em passar para o papel algumas das minhas histórias.
A coisa foi-se adiando e, durante esta semana tive uns rasgos de inspiração, que me levaram a escrever três histórias.
Não sei se vou escrever mais, mas estas três vou partilhá-las convosco, numa rubrica acabadinha de criar e sem periodicidade (basicamente é quando me apetecer).
Curiosamente têm em comum o facto de terem acontecido nas férias e de lhes conseguirmos ver um lado divertido.
Daqui a pouco sai a primeira.

terça-feira, 23 de abril de 2013

Dia Mundial do Livro

Celebra-se hoje o Dia Mundial do Livro.
Eu não imagino a minha vida sem livros, adoro ler, ainda que não tenha muito tempo disponível para o fazer (geralmente só leio à noite).
Sou um bocadinho versátil nas minhas escolhas literárias e, talvez por isso, não consigo eleger o livro da minha vida.
E vocês, têm algum livro preferido?

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Do meu Benfica

Tenha uma boa semana :)


quinta-feira, 18 de abril de 2013

Sabes que não és uma condutora exímia quando...

... o teu irmão, de apenas 8 anos, chega a garagem e diz:
" - Vê-se logo que foi a Bela que estacionou o carro!"

E de facto tinha sido eu...


quarta-feira, 17 de abril de 2013

Pensamento do Dia


Quero muito acreditar que sim. 
Em breve voltaremos ao registo habitual.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Os meus Livros #47

Memória das Minhas Putas Tristes
É sempre bom reler Gabriel García Márquez. De facto ele é um génio da literatura e consegue envolver-nos nas histórias de uma forma fantástica.



Título: Memória das Minhas Putas Tristes
Autor: Gabriel García Márquez
Sinopse: "Memória das Minhas Putas Tristes" conta a história de um velho jornalista de noventa anos que deseja festejar a sua longa existência de prostitutas, livros e crónicas com uma noite de amor com uma jovem virgem. Inspirado no romance "A Casa das Belas Adormecidas" do Nobel japonês Yasunari Kawabata, o consagrado escritor colombiano submerge-nos, num texto pleno de metáforas, nos amores e desamores de um solitário e sonhador ancião que nunca se deitou com uma mulher sem lhe pagar e nunca imaginou que encontraria assim o verdadeiro amor. Rosa Cabarcas, a dona de um prostíbulo, conduzi-lo-á à adolescente com quem aprenderá que para o amor não há tempo nem idade e que um velho pode morrer de amor em vez de velhice. A escrita incomparável de Gabriel García Márquez num romance que é ao mesmo tempo uma reflexão sobre a velhice e a celebração das alegrias da paixão.

Do Benfica

Já tinham saudades de um post sobre o glorioso, não tinham?
Como não quero que vos falte nada, aqui está ele.
Com algum sofrimento (como já é hábito no Benfica), lá estamos nas meias finais da Liga Europa.
Gosto muuuiiiito disto :)

quinta-feira, 11 de abril de 2013

O que tenho andado a ler

Além dos livros que resumo aqui, ultimamente tenho lido alguns que, não sendo obras primas da literatura, são muito fáceis de ler e são ideais para intercalar com aqueles mais "pesadotes" (também servem para aumentar a lista anual de livros lidos, mas isso é segredo).
Então, nos últimos tempos li:

Não Atires Pedras a Estranhos Porque Pode Ser o Teu Pai, de Fernando Alvim - É um livro de crónicas, lê-se num instante, mas está muito bem escrito, com o seu habitual sentido de humor.

O Amor Não Tem Hora Marcada... Excepto nos Classificados, de António Raminhos - Também são crónicas, com uma dose de humor e alguma pornografia disfarçada à mistura.

É como diz o Outro, de Henrique Dias e Frederico Pombares - Este não gostei muito. A coisa pode resultar muito bem ao vivo, mas na escrita não achei grande piada.


Entretanto também reli Gabriel García Márquez, mas amanhã sairá um post com isso.

Bom ou mau gosto?

Ontem ouvi uma entrevista e às tantas falou-se em pessoas com bom e mau gosto musical. E eu fui logo assaltada por uma duvida: o que é ter bom gosto musical?
O que é bom para mim pode não ser bom para os outros. Nesta coisa dos gostos, eu sou um bocadinho versátil: gosto de musica clássica (costumo ouvir enquanto trabalho ou leio), brasileira (adoro Caetano, Tom Jobim, Chico Buarque, etc), gosto de pop rock... enfim, dependendo do estado de espírito e da ocasião, sou capaz de ouvir quase tudo.
O mesmo se aplica à literatura, por exemplo. Não sou fã de Margarida Rebelo Pinto nem de Paulo Coelho, mas acho preferível alguém ler um destes autores do que não ler nada.
No cinema é igual: gosto muito de cinema não comercial (Kusturica, Almodóvar, etc), mas também gosto da bela comédia romântica.
Uma coisa é o gosto musical, outra é a cultura musical. Uma coisa é gostar de vários tipos de musica, Tony Carreira incluído, outra é só conhecer o género de musicas do sr. Carreira. Aí podemos falar em cultura musical, ou falta dela.
Por isto tudo, acho que a questão do bom/mau gosto é um bocadinho relativa. O que é bom para mim pode não ser bom para os outros.
Já diz o ditado: Gostos não se discutem!

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Momento Musical

Ainda que não goste muito do Paulo Gonzo, penso que isto resultou muito bem:


terça-feira, 9 de abril de 2013

Eu não queria...

... voltar a falar do tempo, mas não me restam alternativas.
Estou farta de frio, de roupa quente, de ter que ligar aquecedores, de me ver mal para secar a roupa, do meu cabelo que ganha vida com a chuva, and so on...
Tenho tantas saudades do sol, do calor, das caminhadas, de esplanar, de andar de bicicleta... enfim, de tudo o que não se pode fazer com este tempinho horribilis...
Hoje estou com um humor de cão, ou, se preferirem, como o tempo!!!!

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Os meus Filmes #67

Decisão de Risco
Aqui está um filme que não gostei.
Não tinha grandes expectativas até porque, o medo que tenho de andar de avião acaba sempre por condicionar a minha opinião sobre este tipo de filmes.
Mas neste caso não foi só isso. Não gostei do personagem do Denzel Washington e é muito tempo para aquela história.
Não recomendo.

Ficha Técnica 
Título Original: Flight
Ano: 2012
País: EUA
Género: Drama
Realização: Robert Zemeckis
Sinopse: Whip Whitaker (Denzel Washington), um experiente piloto de aviões, consegue salvar, milagrosamente, quase todos os passageiros de uma catástrofe aérea. Após o acidente, Whip é recebido como um herói, contudo, quanto mais se investiga, mais dúvidas surgem sobre o que realmente falhou e aconteceu no avião

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Da demissão do Relvas

Muito bom:

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Os meus Livros #46

A Sétima Porta
É o terceiro livro de Richard Zimler que leio, e acho que ele é um excelente contador de histórias.
Este vem na sequência do Último Cabalista de Lisboa e fala-nos do período de ascensão ao poder do Hitler e das suas medidas contra os judeus e as pessoas com deficiência.
É um história forte, recheada de suspense e pormenores que quase nos transportam para o local.
Recomendo.


Título: A Sétima Porta
Autor: Richard Zimler
Sinopse: Em 1990, Richard Zimler descobriu numa cave de Istambul sete manuscritos do século dezasseis escritos por um cabalista chamado Berequias Zarco. Um deles narrava o pogrom de Lisboa em 1506 e a recriação dessa narrativa por Zimler resultou no best-seller internacional O Último Cabalista de Lisboa. Mas, o que revelavam os outros seis manuscritos?
Em Berlim, na década de Trinta, o descendente de Berequias Zarco, Isaac Zarco, está determinado a descobri-lo. Está convencido que o pacto entre Hitler e Estaline - para além de outros «sinais» - anuncia que uma profecia apocalíptica feita pelo seu antepassado está prestes a concretizar-se. Acredita também que, se conseguir descodificar esses textos cabalísticos medievais, pode salvar o mundo.
Passado durante a subida ao poder de Hitler e a guerra que os nazis moveram contra os deficientes, A Sétima Porta junta Sophie Riedesel - uma jovem espirituosa, artística e sexualmente ousada - com um grupo clandestino de activistas judeus e antigos fenómenos de circo liderados por Isaac Zarco. Quando uma série de esterilizações forçadas, estranhos crimes e deportações para campos de concentração dizimam o grupo, Sophie, agora já adulta, tem de lutar com todo o seu engenho para salvar tudo o que ama na Alemanha - a qualquer preço.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Estou mesmo necessitada


terça-feira, 2 de abril de 2013

Da actualidade

Sportinguista é mesmo um ser muito estranho... Ontem ele devia estar contente, afinal o sporting ganhou (coisa que não acontecia há.....)



Agora um bocadinho mais a sério, não ficou bem ao jornalista dizer que também não gostava dele, mas aquela atitude do Dias Ferreira de nem sequer olhar para ele foi de uma criancice total.

Bom Dia

Hoje em modo zombie. Ainda não me habituei à mudança da hora, mas gosto muito mais deste horário.
Tenham um óptimo dia!

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Os meus Filmes #66

Argo
Este estava na minha lista há imenso tempo, mas uma série de condicionantes fizeram com que só o visse na semana passada.
Gostei bastante. A história, baseada em factos reais, relata a missão de salvamento de seis diplomatas no Irão.
Mais um que recomendo.



Ficha Técnica 
Título Original: Argo
Ano: 2012
País: EUA
Género: Drama, Thriller
Realização: Ben Affleck
Sinopse: Teerão (Irão), 4 de Novembro de 1979. A embaixada norte-americana é tomada de assalto por um grupo revolucionário iraniano que faz cinquenta e dois reféns, seis dos quais conseguem fugir e são acolhidos na casa do embaixador canadiano. A CIA é alertada por várias fontes no local que se os revolucionários encontrarem os seis funcionários vão executa-los, sendo assim, envia para o terreno Tony Mendez (Ben Affleck), um agente especialista em fugas que arquiteta um plano arriscado para os tirar do país.

Das coisas que vale a pena ver

A Bíblia
Confesso que, devido à azáfama de sábado e ao convívio de ontem, não acompanhei esta mini-série como devia, mas gostei bastante do pouco que vi.
Foi um orgulho ver o Diogo Morgado no papel de Jesus. Confesso que nem sempre gostei dele enquanto actor, mas aqui esteve muito bem.
Assim que tenha tempo vou revê-la de novo, com a calma que ela merece.

domingo, 31 de março de 2013

Da Páscoa

Pois que já passou.
Hoje não meti os pezinhos de Cinderela fora de casa. Era para ir à missa mas o telemóvel não actualizou a hora e fiquei a dormir.
Almoçámos cá em casa e a tarde foi passada em família e amigos (aqui em casa também).
De referir que me estreei na chanfana de borrego e, segundo a minha irmã, estava óptima (só fiz para ela porque não gosta de cabrito).

Basicamente foi isto: comida boa, conversa animada, descanso e chuvinha lá fora.
E a vossa Páscoa, foi boa?

Teorias do Mundo da Anabela

Não concordo com aquela velha máxima de que os amigos se vêem nos maus momentos.
Para mim, amigo que é amigo está presente em TODOS os momentos.
Aqueles que só estão nos maus, quando é para nos ver sofrer e nos bons fogem que nem ratos, são, na minha opinião, uns frustrados invejosos que não aguentam ver as vitórias dos outros.


sábado, 30 de março de 2013

Do Dia de Hoje

Casa Limpa - Done
Chanfana de Borrego no Forno - Done
Cabrito da Caldeirada estufado - Done
Entradas e Sobremesas - Done (esta parte foi com a minha irmã)

Ontem não fiz nada e hoje tive que correr o dia todo, mas está tudo pronto.
Já vos disse que gosto de receber pessoas cá em casa?

Tenham uma Boa Páscoa :)

sexta-feira, 29 de março de 2013

Das coisas que eu gosto...

... dormir a sesta. ADORO!
E hoje consegui dormir uma.
Saí de casa porque tinha que ir comprar umas garrafas (aproveitei para ir tirar fotos da cheia), voltei e tive uma tarde virada para o descanso: dormi, li e vi um filme. Pelo meio comi folar acabadinho de fazer.
A isto chama-se tirar partido deste tempo de m**** que não nos larga.

Do tempo

Hoje Águeda está assim:




Páscoa Feliz

O Mundo da Anabela deseja a todos os seus leitores uma Santa e Feliz Páscoa.


Sim, a obra de arte é da criança cá de casa, que tem que ocupar estes dias chuvosos com alguma coisa.

quinta-feira, 28 de março de 2013

Momento Musical

A menina gosta muito:

quarta-feira, 27 de março de 2013

Da entrevista do momento

Pois bem, eu vi a entrevista de José Sócrates à RTP e tenho algumas considerações a fazer:
- O senhor continua com o dom da palavra, esse ninguém lho tira;
- A prestação dos jornalistas foi péssima;
- Isto para a RTP foi um golpe de mestre. Aposto que as audiências estiveram em alta.

Sei que ele fez muita coisa mal feita, mas não acho que ele seja o único responsável pela crise que estamos a viver. Pelos erros que o governo dele cometeu vamos pagar daqui por uns anos, neste momento estamos a pagar erros mais antigos.

Muito Bom

Já postei isto no facebook, mas deixo-vos aqui também.
Se estiverem a precisar de rir, procurem no youtube por "Porta dos Fundos" e divirtam-se:

terça-feira, 26 de março de 2013

Das coisas que me acontecem com frequência

Rasgar collants.
Não conheço ninguém como eu neste campo: não interessa de são da Calzedonia ou da feira, nas minhas perninhas a probabilidade de se rasgarem é igual.
Ultimamente dou por mim a sair de casa com um par extra na carteira, just in case.
E sim, corto as unhas dos pés e tenho a depilação feita, não percebo porque é que isto acontece.
Há por aí mais alguém com este problema?

segunda-feira, 25 de março de 2013

Ponto de situação

Mais uma vez isto tem andado ao abandono.
Se o meu tempo já não era muito, com isto dos licores fiquei com muito menos ainda.
As coisas estão a correr bem e, o que começou como uma brincadeira, está a tornar-se sério e, consequentemente, a tomar-me imenso tempo.
Basicamente deixei de ter fins de semana livres, não tenho tempo para os meus filmes, para as minhas leituras, para estudar fotografia, enfim, tenho deixado de lado uma série de coisas para me dedicar a isto. E o blog tem sido uma dessas coisas.
Claro que daqui por uns tempos estarei mais organizada e vou conseguir conciliar tudo, ou assim espero.
Até lá vão tendo paciência, prometo vir aqui sempre que tiver tempo e inspiração.
Fiquem com uma música para animar a vossa semana:

quinta-feira, 21 de março de 2013

Dia Mundial da Poesia

Celebra-se hoje o Dia Mundial da Poesia.
Deixo-vos com um lindíssimo poema em forma de música:

quarta-feira, 20 de março de 2013

Dia Internacional da Felicidade

Celebra-se hoje pela primeira vez o Dia Internacional da Felicidade.
E vocês, são felizes? Acham que há uma fórmula ideal para ser feliz?


Primavera

Diz que começa hoje aquela que, na minha opinião, é a mais bonita estação do ano.
Sê bem-vinda Primavera. Espero que tragas contigo dias cheios de sol e uma temperatura mais amena, uma vez que já estamos todos fartos de chuva e frio.

terça-feira, 19 de março de 2013

Licorices

Isto anda um bocadinho ao abandono. Aqui a menina, que já tinha pouco que fazer, descobriu uma nova vocação: fazer licores caseiros.
Aquilo que começou como uma brincadeira, tem vindo a crescer aos poucos e, entre procurar receitas, preparar os licores, tratar do marketing e vendas, lá se vão os meus tempos livres.
Não tenciono mudar de área profissional, mas gosto imenso disto. Funciona como um escape que me dá imenso prazer.
E eu que pensava que só era boa a beber... afinal parece que também tenho jeito para os fazer.
Se quiserem seguir as novidades da Licorices no facebook, podem ir aqui dar um "gosto".

sexta-feira, 15 de março de 2013

Os meus Livros #45

O Sonho mais Doce

Nunca tinha lido nada desta autora (que foi Nobel em 2007), mas este prendeu-me.
O Sonho mais Doce é uma história que atravessa várias gerações, caracteriza muito bem o período pós guerra e ainda nos mostra com clareza como era a juventude daquela época, com os seus ideais.
Na minha opinião peca por não estar dividido por capítulos, mas gostei bastante.


Título: O Sonho mais Doce
Autor: Doris Lessing
Sinopse: Em O Sonho Mais Doce, o leitor é conduzido por uma saga familiar que atravessa três gerações, centrando-se o enredo, sobretudo, na década de 60, altura em que a casa de Júlia Lennox alberga uma grande quantidade de jovens, personificando o espírito de liberdade prevalecente na Inglaterra de então. Recuando até 1914, a autora apresenta-nos Philip Lennox e a sua noiva Júlia, tendo como pano de fundo a I Guerra Mundial. Do casamento entre ambos nasce um filho Johnny, que se tornará um comunista muito activo. No limiar da II Grande Guerra Johnny apaixona-se por Frances, camarada do partido. Frances e os dois fiilhos que nascem desta união, abandonados por Johnny, vão morar com Júlia, entretanto já viúva. Já na década de 60, Sylvia, fruto de uma ligação amorosa de Jhonnny, também encontra refúgio em casa de Júlia. Sylvia sofre de anorexia mas apesar da doença consegue formar-se em medicina e depois de uma temporada em África regressa a Londres com dois jovens órfãos. Um retrato de três mulheres-coragem - Júlia, Frances e Sylvia - que aborda temas característicos de várias épocas como a guerra fria, a guerra do Vietname, as drogas, o surgimento da Sida em África, a anorexia e a depressão, entre outras.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Do minimalismo

Vocês não imaginam a tralha que tirei da minha garagem hoje.
Tinha guardado tanta coisa inútil, que fui ao lixo três vezes (e olhem que o meu carro tem uma mala grande).

Do novo Papa

Ao contrário do que aconteceu com Bento XVI, simpatizei com o Papa Francisco I.
Gostei do sentido de humor e da maneira simples como se dirigiu aos fiéis.
Espero que tenha força para levar a igreja católica a bom porto.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Dos traumas

Nunca fui uma pessoa dada a traumas, apesar de já ter passado por algumas situações complicadas, mas há um que ainda não ultrapassei: o assalto ao escritório.
Mais de seis anos depois, sonho imensas vezes com aquilo (aconteceu mais uma vez esta noite) e no dia seguinte não ando bem.
O simples facto de saber que alguém que eu não conheço violou o meu espaço, deixa-me angustiada.

E vocês, têm traumas?

terça-feira, 12 de março de 2013

Momento Musical

Gosto muito:

Rádio Comercial

Faz hoje 34 anos aquela que é para mim uma das melhores rádios portuguesas, a comercial.
Parabéns!

 P.S. Eu gostava muito de colocar imagens nos posts, mas, lamentavelmente, não o consigo fazer.

segunda-feira, 11 de março de 2013

Do Dia 11

Não sei se já vos disse, mas gosto de dias 11. E gosto ainda mais do dia 11 de Março.
E isto não é viver agarrada ao passado, até porque ele está bem resolvido. É sim recordar algo que me fez muito feliz.
Decididamente sou uma pessoa de datas.

Justin Bieber

Sou sou eu que não acho normal o facto de estarem não sei quantas jovens acampadas desde sexta-feira para ver este rapaz???
Filha minha até podia ir ao concerto, mas acampar lá nem pensar.
São aqueles pais muito modernos ou serei eu muito antiquada???

Do fim de semana

Pois que foi muito caseirinho, com bastante descanso, leituras e alguma TV, tal como o tempo pedia.
Por falar em tempo, sou só eu que ando fartinha de chuva???? Nunca mais chega a primavera!
Estou mesmo a precisar de dias com sol.

Tenham uma boa semana.

sexta-feira, 8 de março de 2013

E por falar em mulheres...

... aqui está uma que vale a pena ouvir:

Dia Internacional da Mulher

Celebra-se hoje o Dia Internacional da Mulher.
Nunca fui muito de grandes comemorações neste dia e este ano não vai ser excepção.
De qualquer forma não podia deixar passar em branco, até porque:
"Ser mulher é ser princesa aos 20, rainha aos 30, imperatriz aos 40 e especial a vida toda"
Agora se não se importam, vou aproveitar a minha fase de rainha :).
Tenham um óptimo Dia da Mulher.


P.S. Se eu fosse homem, aproveitava para sair hoje. Elas andam à solta...


quinta-feira, 7 de março de 2013

Out off Office Day

Hoje chega a Portugal pela primeira vez o Out off Office Day. Basicamente é permitido aos trabalhadores trabalharem a partir de casa ou de outro lado qualquer, fora do escritório.
Quem me segue sabe que eu sou completamente a favor do teletrabalho e já aqui falei disso algumas vezes. Eu tenho uma empresa, dou formação e sou consultora, e trabalho a maior parte do tempo neste regime.
Como tudo, este sistema tem vantagens e desvantagens: é preciso ter muita disciplina, mas, tirando a parte do isolamento (que para mim é a principal desvantagem), penso que as pessoas teriam muito mais rendimento trabalhando desta forma.
E vocês, já tiveram alguma experiência de teletrabalhadores?

quarta-feira, 6 de março de 2013

Lisboa

Já referi aqui imensas vezes que gostava muito de morar em Lisboa. Para mim é das cidades mais bonitas e, esta vontade acentua-se de cada vez que vou lá.
Na semana passada falava com uma amiga sobre isto e ela dizia-me que as pessoas de Lisboa não gozam a cidade e não têm muita qualidade de vida. Eu sei que há pessoas assim, mas também há quem tire partido das coisas boas que a cidade oferece, e eu, se morasse lá, ia pertencer à segunda categoria.
Tudo bem que o transito é um problema, que a insegurança é maior, mas por outro lado têm tudo à mão.
É ou não verdade que as coisas mais importantes acontecem em Lisboa?
Neste momento e nos próximos anos não posso realizar este meu desejo, mas garanto-vos que um dia ainda vou morar na capital (se calhar é melhor ir vendo os preços dos lares de 3.ª idade :)).
E vocês, leitores da capital, pertencem ao grupo de pessoas que aproveita a cidade ou que é escrava da mesma?

Das coisas que eu gosto

Andar de Comboio.
É sem duvida o meu meio de transporte favorito.

Dos Filhos

Penso que já devo ter falado aqui sobre este assunto, mas hoje apetece-me outra vez.
Eu, apesar de não ser mãe, imagino que seja uma coisa maravilhosa e que não exista amor maior.
Um filho é uma ligação para a vida, mas, na minha opinião, não se deve decidir ter um filho de animo leve.
Primeiro, não deve ser uma decisão unilateral: as crianças precisam de pai e mãe e estes devem decidir em conjunto dar este passo.
Depois, há que ter em conta os factores económicos e sociais: uma criança não vive do ar. Se fizermos contas e lhe quisermos proporcionar uma vida sem privações, o investimento é bastante grande. Além disto ainda temos que ponderar a nossa disponibilidade. Uma criança precisa de atenção, e a vida profissional não pode estar sempre a servir de desculpa para a falta de tempo passado com os filhos.
Ainda há outra coisa que acontece muito, que é ter filhos para salvar uma relação. Meus amigos, isso NUNCA acontece. Se já têm um problema sem filhos, com a chegada da criança esse problema vai duplicar.
Podia estar aqui o dia todo a enumerar razões que devem ser ponderadas na altura de ter filhos, mas não vale a pena, se pensarem um bocadinho chegam lá.
Infelizmente, cada vez menos se pensa na hora de ter filhos. Há muito aquela ideia de que tudo se cria, e não pode ser. Uma criança é uma responsabilidade enorme, e, como tal, deve ser muito bem ponderada.
Isto é a minha opinião e vem na sequência da observação de alguns casos que me são próximos e me têm deixado preocupada.

Pensamento do Dia

terça-feira, 5 de março de 2013

Das coisas que estão na moda e eu detesto

Que me chamem "Linda". Um "Estás boa linda?", cheira-me logo a engate barato!!!

segunda-feira, 4 de março de 2013

Do descanso

Eu gostava muito de ser como aquelas pessoas que não precisam de dormir muito. Como o professor Marcelo, por exemplo, que diz que só precisa de dormir 3 horas por noite, aproveitando o resto do tempo para ler e fazer outras coisas. Também eu, que tenho imensas coisas para fazer e imensos livros para ler, poderia ser assim, mas, lamentavelmente não sou. Eu sou uma pessoa que precisa de muitas horinhas de sono. Posso fazer uma noitada ou ficar a ler até tarde, mas no dia seguinte, se acordar cedo, ando em modo zombie. E isso não é bom, porque não rendo, ando mal disposta e basicamente, até eu tenho alguma dificuldade em me aturar (imaginem os que me rodeiam). Posto isto, hoje é melhor não se aproximarem!

Dos Óscares

É uma vergonha ainda não ter falado aqui dos óscares! Não vi a cerimónia, tendo-me ficado por alguns resumos e imagens. Gostei que Argo tivesse ganho o melhor filme e que a Jennifer Lawrence o de melhor atriz. Em relação aos trapitos, na minha opinião ela era também a mais bem vestida. E não me vou debruçar mais sobre o assunto. Não só porque já passou algum tempo, mas também porque já toda a gente falou sobre isto!

domingo, 3 de março de 2013

Reencontro

Não sei se já viram isto, mas se não viram, vejam que vale a pena. O video é de 2010 e, resumindo a história, eles foram um casal durante 13 anos e quando decidiram terminar a relação juraram nunca mais se ver. Entretanto ela tornou-se numa artista consagrada e o MoMa fez uma retrospectiva da sua obra, onde ela compartilhava um minuto de silêncio com cada pessoa que se sentava à sua frente. E adivinhem que é que reapareceu???? Ora Vejam:

Momento Musical

:)

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 28


28- Como imaginam a vida sem amor? É possível viver sem amar ninguém? (não referindo família e amigos, mas alguém com quem partilhar o resto da vida).
Antes de pensar em amar alguém, devemos amar-nos a nós próprios.
Já escrevi sobre isto algumas vezes: eu sou solteira e neste momento vivo muito bem com isso.
Claro que gostava de ter alguém, mas não procuro desesperadamente. Era incapaz de me prender a alguém só para não estar sozinha.
Acima de tudo gosto muito de mim, e sou muito feliz nesta condição.
O que vier por acréscimo é bem vindo.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 27


27- Quais as 10 palavras que te vêm logo à cabeça, quando pensas na palavra amor?
Diz a verdade =)
10?????
Beijo
Cumplicidade
Sexo
Casamento
Respeito
Filhos
Romantismo
Faltam 3!!!!

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 26


26- Quem para ti, é o casal perfeito? (os teus pais, avós, tios, tu e o teu marido/namorado, o Romeu e Julieta, etc)
Eu penso que não existem casais perfeitos. Aliás, quando vejo alguns muito coladinhos, cheios de beijinhos cá fora, penso sempre que alguma coisa está mal na intimidade.
Todos têm os seus problemas, o que os difere é a forma como os encaram. Conheço uns 2 ou 3 que o sabem fazer muito bem.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 25


25- O que vocês melhorariam na vossa relação actual? Para quem não namora, que aspectos não querem que voltem a acontecer?
Como não tenho relação, vou abstrair-me.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 24


24- Qual o nome fofinho que são/foram tratados pela cara metade? (váá, aqueles mais pirosos também contam lol)
Fofinha

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 23


23- O amor desgasta-se ou não com o passar do tempo?
Desgasta. É preciso ir fazendo a manutenção (fugas à rotina e essas coisas).

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Saudades do Verão

Diz que vem aí uma vaga de frio e por aqui chove torrencialmente, mas eu só penso em:

- Sol;
- Praia;
- Esplanadas;
- Vestidos;
- Petiscos;
- Caipirinhas;
- Sandálias;
- Férias...

Ai que saudades eu tenho do verão!

Das amizades

Sou só eu que fico de pé atrás ao ouvir um amigo dizer mal de outro????
A minha cabecinha fica logo a pensar que, quando eu não estou presente, faz o mesmo comigo!

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 22


22- Qual achas ser o segredo, para uma relação longa e feliz?
Se houvesse um segredo ou fórmula mágica a taxa de divórcios não era tão elevada. Penso que cumplicidade, respeito e falar sempre sobre tudo ajudam.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Os meus Filmes #65

Guia para um Final Feliz
Confesso que, depois de ler algumas criticas, pensei que este filme fosse mais uma comédia romântica. Mas não é.
Toca num assunto sensível (os problemas da mente) e está muito, mas muito bem feito.
Mais um que recomendo!



Ficha Técnica 
Título Original: Silver Linings Playbook
Ano: 2012
País: EUA
Género: Comédia, Drama, Romance
Realização: David O. Russell
Sinopse: A vida nem sempre corre de acordo com o esperado.
Pat Solatano (Bradley Cooper) perdeu tudo - a casa, o trabalho e a mulher. Depois de ter passado oito meses numa instituição estatal, encontra-se a viver de novo em casa dos pais (Jacki Weaver e Robert DeNiro).
Pat está determinado a reconstruir a sua vida, a conseguir manter-se otimista e, apesar das circunstâncias difíceis da separação, a reconciliar-se com a sua mulher. Tudo o que os seus pais desejam é que ele recomponha a sua vida – e que partilhe com eles a obsessão familiar com o clube Philadelphia Eagles.
As coisas complicam-se quando Pat conhece Tiffany (Jennifer Lawrence), uma misteriosa e problemática mulher, com os seus próprios problemas. Tiffany oferece-se para ajudar Pat a reconquistar a mulher, mas em troca ele terá de fazer algo muito importante para ela. Este acordo acaba por estabelecer uma inesperada ligação entre os dois e acontecimentos felizes começam a surgir na vida de ambos.



Pequenos Prazeres do Mundo da Anabela #22

Queijo e um bom vinho tinto.
Adoro!

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 21


21- O que vos chama mais a atenção/atrai, no sexo oposto?
Primeiro o olhar, depois os temas de conversa (também gosto de rabos)

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Das coisas que não fazem bem à auto-estima

Ouvir de duas pessoas diferentes que tens 40 anos, quando na realidade tens 33!!!!
Sim, aconteceu-me na noite de Carnaval... devia ser da máscara!

Harlem Shake

Serei a única pessoa no mundo a não achar piadinha nenhuma a isto???

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 20


20- Muitas e rápidas ou só uma mas longa? (estou a falar de sexo, clarooo)
Sou muito mais adepta da qualidade do que da quantidade.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Momento Musical

Já vos disse que gosto muito deste rapaz?

Bom Dia

Sou só eu que estou fartinha de chuva e frio???
Nunca mais é primavera!

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 19


19- Para apimentar as coisas, Qual o fetiche/local público onde já fizeste o amor? Ou gostarias de fazer?
Ai a minha reputação… Gostava de fazer num elevador (e olhem que eu tenho medo de andar de elevador!!!)

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Os meus Livros #44

Ilha Teresa
Depois de "O Último Cabalista de Lisboa", peguei neste, do mesmo autor.
É a história de uma jovem portuguesa, cuja vida muda radicalmente com a ida para a América.
Não é nada por aí além, mas lê-se bem.



Título: Ilha Teresa
Autor: Richard Zimler
Sinopse: A vida de Teresa muda radicalmente quando os pais deixam Lisboa para irem viver em Nova Iorque. Não estando preparada para a vida na América, com dificuldade para se exprimir em inglês, Teresa encontra refúgio no seu particular sentido de humor e no único amigo, Angel, um rapaz brasileiro de 16 anos, bonito, mas desastrado, que adora John Lennon e a sua música. Mas o mundo de Teresa desmorona-se completamente quando o pai morre e a deixa, a ela e ao irmão mais novo, com uma mãe negligente e consumista.
 Os problemas de Teresa confluem para um clímax de desespero no dia 8 de Dezembro de 2009 - aniversário da morte de John Lennon - quando ela e Angel fazem uma peregrinação ao Memorial Strawberry Fields Forever em Central Park. Aí, um terrível acontecimento que nunca poderia ter previsto devolve-a à vida e ao amor.
 Em Ilha Teresa, Richard Zimler conta-nos num estilo inteligente, irreverente e com uma certa dose de humor negro a história de Teresa, uma rapariga de 15 anos, sensível e espirituosa, cujo equilíbrio e sentido de identidade se vêem ameaçados quando a sua família deixa Lisboa para ir viver nos subúrbios de Nova Iorque.
 Num registo um pouco diferente do habitual, mas igualmente brilhante, Richard Zimler continua a maravilhar-nos pela forma convincente como nos transporta para o admirável mundo das suas personagens.

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 18


18- Ao falar-se de amor, paixão, qual a 1ª imagem que te vem à cabeça?
É um cliché, mas são corações.

domingo, 17 de fevereiro de 2013

4 anos de Mundo da Anabela

Pois é, hoje estamos de Parabéns!
4 anos e  1897 posts depois, o balanço desta aventura é muito positivo.
Apesar de, por razões óbvias  não expor aqui a minha vida toda, está aqui um bocadinho daquilo que sou e que vivi ao longo deste tempo.
Felizmente não tenho daqueles anónimos ranhosos (tive em tempos uma, mas foi fácil de identificar) e os meus seguidores são uns queridos.
Muito obrigada a todos os que passam por aqui e, enquanto houver inspiração, vamos continuar por cá.

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 17


17- Já te apaixonaste pela pessoa errada?
Eu não lhe chamaria a pessoa errada. Digamos que não era a indicada para uma relação com futuro.

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 16


16- Os meios para se atingir um objectivo - neste caso conseguir o amor de alguém - são todos aceites? Tudo é desculpável?
Definitivamente não.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 15


15- Qual a cor que para ti, define o amor?
Vermelho

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Do Dia dos Namorados

É mais ou menos isto:

Cara Nova

O ultimo layout era uma espécie de "desenrasque", uma vez que não tinha tido tempo para fazer um em condições a seguir ao Natal.
Hoje decidi mudar para uma coisa mais pink (que por acaso é a minha cara!).
Espero que gostem.

Do Carnaval

Apesar de nos últimos anos não ter levado a coisa muito a sério, gosto bastante de Carnaval.
Este ano tirei a segunda à noite para Carnavalar. Começou com um jantar delicioso e bastante animado em casa de uns amigos e depois fomos para Ovar. Já não ia lá no Carnaval há 13 anos, mas valeu mesmo a pena. As pessoas levam aquilo mesmo a sério.
Ainda não foi desta que me mascarei de enfermeira, quem sabe para o ano!
Deixo-vos com um cheirinho:


Os meus Filmes #64

As Serviçais
Andava a adiar este filme até conseguir ler o livro (gosto sempre de ler os livros primeiro). Em janeiro terminei o livro e lá vi o filme.
É dos poucos filmes que consegue ser melhor do que o livro. Apesar de ter gostado bastante do livro, adorei mesmo o filme.
Recomendo mesmo.



Ficha Técnica 
Título Original: The Help
Ano: 2011
País: EUA, Índia, Emirados Árabes Unidos
Género: Drama
Realização: Tate Taylor
Sinopse: Três mulheres extraordinárias e muito diferentes no Mississippi durante os anos 60, que construíram uma improvável amizade em torno de um projecto secreto que quebra todas as regra sociais e as coloca a todas em risco. Desta inesperada aliança, emerge uma admirável irmandade, incutindo-lhes uma coragem para transcenderem os próprios limites, e a consciencialização de que às vezes esses limites existem para serem ultrapassados – mesmo que isso signifique que todos na cidade tenham de confrontar-se com os tempos de mudança.


Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 14

14- Faz uma declaração de amor a alguém especial (namorado/a, família, amigos, a alguém)
Para os meus amigos:

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Desafio

Ainda que tarde, aqui ficam as respostas ao desafio que me foi oferecido pela Miúda:


O Liebster Blog Award foi um prémio criado por uma blogger alemã em 2010 com a finalidade de divulgar blogs com menos de 200 seguidores.

As regras são as seguintes:
1. Listar 11 factos sobre nós;
2. Responder a 11 perguntas que nos atribuíram;
3. Nomear 11 bloggers com 200 ou menos seguidores e avisar as(os) contempladas(os) sobre o prémio;
4. Fazer 11 perguntas às(aos) bloggers que nomeámos.

11 Factos sobre mim:
  1. Gosto muito de Ler
  2. Sou "viciada" em internet
  3. Já aterrei no cockpit de um avião
  4. Tenho muito medo de cães
  5. Sou a mais velha de quatro irmãos (o mais novo com 7 anos)
  6. Nunca acampei
  7. Adoro licor Beirão
  8. Já fiz uma viagem num comboio a vapor na cabine do maquinista (fiquei toda preta)
  9. Ando quase sempre maquilhada
  10. Gostava muito de viver em Madrid
  11. Trabalho na área de Gestão Documental
As respostas às perguntas:
1. És loiro(a) ou moreno(a)?
Morena

2. O que mais gostas em ti e o que menos gostas?
Basicamente gosto de tudo em mim, mas... talvez os olhos!
O que menos gosto: um pequeno volume a mais na barriga.

3. Que filme te marcou mais?
Tenho muitos, mas assim de repente: O Cinema Paraíso.

4. Que programa não costumas(vas) perder?
Agora não vejo muita televisão, mas fui uma fiel seguidora de "Friends"

5. Preferes crepes ou gelados?
Crepe com Gelado :)

6. Sol ou Lua?
Sol

7. Há algo que mudavas na tua casa?
Assim de repente não me ocorre nada, até porque, quando penso que alguma coisa deve ser mudada, mudo logo.

8. Flor preferida?
Rosas

9. Jogo favorito / viciante?
Não tenho.

10. Já conheceste alguém pessoalmente da blogosfera? Se sim, como correu esse encontro?
Já. Correu bem e continuamos a ver-nos de vez em quando.

11. Se tivesses de adoptar um réptil qual escolherias?
Jamais adoptaria...

Como é habitual não vou passar a ninguém. Quem quiser pode levar.
Também não consigo carregar a imagem (raio do blogger). Tentarei mais tarde.

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 13


13- Imagina um fim-de-semana romântico. Descreve-o.
Praia, Banhos de espuma, pequeno almoço na cama e muita conversa.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

13 anos depois...

... voltei a ser muito Feliz no Carnaval de Ovar!

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 12


12- Qual preferiam - 100 colegas, 10 amigos ou 1 amor?
Esta é difícil. Não pode ser 5 amigos e 1 amor????

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Carnaval

Aqui a menina gosta muuiiito de Carnaval.
Apesar de não me fantasiar há anos, gosto do espírito, da folia, das músicas... enfim, com excepção para os desfiles em que elas vão quase nuas e cheias de frio, gosto de tudo nesta época.
E vocês, gostam de Carnaval?

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 11


11- Como conheceste o/a teu/tua namorado/a? (para quem não tem de momento, podem falar de relações anteriores)
Em trabalho.

Os meus Livros #43

Feminino Singular
É o segundo livro que leio desta autora. A forma de escrever é muito parecida, é uma leitura leve, mas gostei.
É uma história de mulheres, de e para mulheres.




Título: Feminino Singular
Autor: Sveva Casati Modignani
Sinopse: Martina: uma figura de mulher «singular». Amada por uns e criticada por outros, toda a sua vida esteve sob o olhar inquisidor das gentes de Vertova, incluindo o das próprias filhas…

No decurso da sua existência, dos anos quarenta aos nossos dias, através das mais complicadas vicissitudes, ela tentará encontrar o caminho para atingir a sua autêntica vocação de mulher - gerar a vida. Terá três filhas, de três homens diferentes, sem desposar nenhum deles.
A sua morte súbita, nas vésperas do Natal, provocará um tremendo choque no seio familiar, e será Vienna, a sua mãe, a desvendar os mais íntimos segredos dessa mulher tão enigmática. Através do seu relato, descobriremos que afinal elas têm mais em comum do que pensavam: todas são mulheres atraentes e independentes, que amaram e se deixaram amar, e que decidiram, sobretudo, enfrentar os cânones sociais em prol de um bem maior - a maternidade.

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 10


10- Uma vida inteira com um/a só homem/mulher, ou algumas experiências fazem falta?
Como diz um ditado e muito bem: Quem muito escolhe, pouco acerta. Apesar de não ser o meu caso, eu gosto daqueles amores que sobrevivem a tudo e duram para sempre.

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 09


9- Príncipes encantados. Acreditam ou não?
Quando amamos alguém, mesmo com os seus defeitos, vemos essa pessoa como um príncipe que encanta a nossa vida. Não é assim?

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 08


8- Acreditas no amor à 1ª vista. Já te aconteceu alguma vez?
No amor à 1.ª vista não. O amor é uma coisa que se vai construindo. Acredito sim numa química ou cumplicidade inicial. Sem isso dificilmente se passa ao amor.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Os meus Livros #44

As Serviçais
Este estava na minha lista há imenso tempo, mas só agora tive oportunidade de o ler.
Penso que já toda a gente ouviu falar na história, que relata a vida de empregadas domésticas de cor, nos anos 60.
Está muito bem escrito e deixa-nos a pensar no que seria a vida daquelas pessoas.
Recomendo muito.



Título: As Serviçais
Autor: Kathryn Stockett
Sinopse: Skeeter tem vinte e dois anos e acabou de regressar da universidade a Jackson, Mississippi. Mas estamos em 1962, e a sua mãe só irá descansar quando a filha tiver uma aliança no dedo.
Aibileen é uma criada negra, uma mulher sábia que viu crescer dezassete crianças. Quando o seu próprio filho morre num acidente, algo se quebra dentro dela. Minny, a melhor amiga de Aibileen, é provavelmente a mulher com a língua mais afiada do Mississippi. Cozinha divinamente, mas tem sérias dificuldades em manter o emprego… até ao momento em que encontra uma senhora nova na cidade.
Estas três personagens extraordinárias irão cruzar-se e iniciar um projecto que mudará a sua cidade e as vidas de todas as mulheres, criadas e senhoras, que habitam Jackson. São as suas vozes que nos contam esta história inesquecível cheia de humor, esperança e tristeza.
Uma história que conquistou a América e está a conquistar o mundo.

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 07


7- Eu amo-te, mas não tenho coragem de to dizer - A quem decidiram esconder esta palavra?
Pois… isso agora!

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 06


6- Já estiveram/namoraram com alguém que não gostavam assim tanto como isso?
Já. Eu tive uma relação de 7 anos. Algum tempo depois iniciei uma relação com alguém que era exactamente o oposto do ex, mas, naquela altura eu estava a precisar de animação e embarquei. Claro que aquilo não deu em nada… de qualquer forma não me arrependo.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Do Fecho das Urgências

Hoje estou furiosa, no verdadeiro sentido da palavra.
Já tinha referido aqui que, de há uns tempos para cá não recorria às urgência de Águeda, a não ser por coisas simples.
Na semana passada, decidi ir lá. Para mim uma dor de ouvido seria uma coisa simples. O médico tinha que observar, ver ser tinha infecção e, no caso de ter, receitar antibiótico.
E assim foi: ele viu, receitou antibiótico, maxilase e umas gotas.
Depois de seis dias a tomar esta medicação e sem ver melhoras, liguei para a saúde 24, que me encaminhou novamente para lá.
Fui vista novamente, o ouvido está mau, e decidem encaminhar-me para Coimbra.
Aqui fui observada por um otorrino e, depois de mostrar a medicação que estava a tomar, ela disse-me que o médico em Águeda me tinha dado o antibiótico errado. Com este nunca ia melhorar.
E é isto: paguei 15 euros de cada consulta em Águeda, perdi tempo e ando há mais de uma semana cheia de dores, tudo porque o médico me receitou o antibiótico errado.
Depois desta, e com base no historial que tenho lá, nunca mais volto às urgências a Águeda.
E, se me perguntarem, acho muito bem que elas fechem. As especialidades já fecharam e os médicos de clínica geral que estão lá estão-se pouco lixando para os doentes.
Se fechassem já não caiamos no erro de ir lá perder tempo e dinheiro...

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 05


5- Que música especial tens com a tua alma gémea? (Ou que música te faz lembrar daquela pessoa especial, nem que seja a mãe, a amiga, afinal também as amamos)

Os meus Filmes #63

Os Miseráveis
Aqui a menina adora musicais, logo adorou este filme.
A história é fantástica, as músicas também, o elenco muito bom (ai Hugh Jackman que estás tão bem), as cenas... enfim, gostei de tudo.
Destaco a interpretação do "I Dreamed a Dream" pela Anne Hathaway.
Muito bom mesmo.



Ficha Técnica 
Título Original: Les Misérables
Ano: 2012
País: Reino Unido
Género: Drama, Musical, Romance
Realização: Tom Hooper
Sinopse: Com a França do século XIX como pano de fundo, Os Miseráveis conta uma apaixonante história de sonhos desfeitos, de um amor não correspondido, paixão, sacrifício e redenção, num testemunho intemporal da sobrevivência do espírito humano. Jackman interpreta um ex-prisioneiro, Jean Valjean, perseguido durante décadas pelo cruel polícia Javert (Russell Crowe), depois de ter quebrado a sua liberdade condicional. Quando Valjean aceita cuidar de Cosette, a filha da operária Fantine (Anne Hathaway), as suas vidas mudam para sempre.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 04


4- Já tiveste algum amor não correspondido?
Claro que já… A adolescência é tramada.

Dos desafios

De vez em quando gosto de me meter em desafios. Ultimamente tenho-me rendido aos fotográficos, mas, nas minhas deambulações pela blogosfera encontrei este e resolvi fazer.
Respondi a tudo e agora vou agendar os posts, sendo que os anteriores vão ser publicados com data de 1, 2 e 3 de fevereiro.

Os meus Livros #42

O Último Cabalista de Lisboa

Tinha trazido este livro ainda no ano passado para ler. Entretanto, ligaram-me da biblioteca a pedir se o podia devolver, uma vez que o escritor vinha a uma escola e queriam ter lá os livros dele.
Acedi e voltei a ir buscá-lo em janeiro.
Não é um livro fácil, tem partes muito descritivas, mas vale bem a pena a leitura. De facto, as perseguições religiosas tornavam a vida das pessoas num inferno.



Título: O Último Cabalista de Lisboa
Autor: Richard Zimler
Sinopse: Em Abril de 1506, durante as celebrações da Páscoa, cerca de dois mil cristãos-novos foram mortos num progrom em Lisboa e os seus corpos queimados no Rossio, O Último Cabalista de Lisboa, best-seller em onze países, incluindo os Estados Unidos da América, Inglaterra, Itália, Brasil e Portugal, é um extraordinário romance histórico tendo como pano de fundo os eventos verídicos desse mês de Abril de 1506.

Das leituras

Só para que fique registado: em janeiro li três livros.
Bem sei que há quem leia mais (sim, tu Dina), mas para mim foi um bom começo.

domingo, 3 de fevereiro de 2013

O que fizeste neste domingo solarengo, Anabela?

Podia dizer-vos que fui passear, que estive no mercadinho da cidade, como estava planeado, mas não... passei o dia em casa e grande parte dele na cama.
Apesar de andar a tomar medicação (antibiótico, maxilase e gotas) desde quinta feira, as dores não me largam. Agora já nem o Brufen faz efeito como no inicio.
Há por aí alguém com problemas de ouvidos? É normal andar tanto tempo com dores (mesmo depois de começar o antibiótico?).
Pelo menos foi um dia produtivo para os filmes e leituras.
Brevemente post's sobre os livros de janeiro (três :)) e os filmes que tenho visto.
Agora vou descansar para ver se amanhã estou boa.

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 03


3- O que é para ti o amor?
É difícil definir em palavras. Basicamente é aquilo que sentimos por alguém e que nos faz querer o melhor para aquela pessoa, mesmo que isso não seja o melhor para nós.

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 02


2- Qual a maior loucura que já fizeste por amor?
Não posso revelar, senão lá se vai a minha credibilidade :). Já fiz algumas coisas que podem ser consideradas loucuras, mas, afinal não é isso que dá aquele sabor especial às relações???

Dos erros jornalisticos

Acabei de ouvir no jornal da noite da SIC que a Victoria Beckham tinha criado uma marca de lingerie chamada Victoria's Secret!!!!
What??? E fazerem trabalhinho de casa, não?
Ela criou uma marca de ROUPA com o nome dela. A Victoria's Secret até foi criada por um homem sr. jornalista...
Não que a sobrevivencia mundial dependa disto, mas como esta, dão outras informações erradas.
Raio de falta de rigor profissional.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

A farmacêutica que há em mim

Eu, tal como a maioria das pessoas, não gosto de estar doente.
Também não gosto de ir ao médico, só vou mesmo quando vejo que não consigo resolver em casa.
Mas gosto de medicamentos. Tenho uma enorme variedade de comprimidos para todo o tipo de dores, ando sempre com alguns na carteira e gosto de saber para que servem.
Nesta otite comecei por atacar com brufen e benuron. Depois descobri que tinha ali uns que serviam para a infeção de ouvido e tomei também. Mesmo assim não resultou.
Fui ao médico e vim com antibiótico, maxilase e umas gotas. E gosto desta coisa de seguir horário para os tomar e de ir vendo o seu efeito.
Sim, eu sei que não sou normal... mas o que é que querem!

Desafio de Fevereiro - Mês do Amor - Dia 01


1- Para começar em grande, és apaixonada/o? Por quem, pelo quê?
Sou apaixonada por tanta coisa: por mim, pela minha família (parte dela), pelos meus amigos, por livros, por fotografia, por viagens, etc.
Sou uma apaixonada pela vida e pelas coisas boas que ela nos oferece.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

...

Isto tem andado um pouco abandonado.
É incrível como o blog é uma coisa que eu adoro e, quando acontece qualquer coisa, passo dias sem escrever. Primeiro foi o temporal e o atraso que isso me causou no trabalho e agora foram umas terríveis dores de ouvido que me acompanham desde segunda-feira.
Ando movida a comprimidos e, se quero fazer alguma coisa tem que ser enquanto dura o efeito deles.
Hoje estou ligeiramente melhor, mas ainda não consigo ouvir do ouvido esquerdo.
De há uns anos a esta parte, o mês de Janeiro tem sido rico em doenças. Este ano pensei que me safava, mas não... a uns dias do fim veio mais esta.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Pensamento do Dia



quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Do temporal

Finalmente tenho Luz. Veio na terça à noite, mas, como tinha tudo atrasado, não houve tempo para vir aqui.
Um pouco por todo o lado se fizeram sentir os efeitos do temporal, mas estar tanto tempo sem luz não foi nada fácil.
Deixo-vos umas fotos das cheias que se fizeram sentir em Águeda, no sábado:

Este é o caminho que fazemos habitualmente para Águeda...

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Da falta de notícias

Ao contrário do que possam pensar, estou viva.
Esta minha falta de notícias deve-se ao facto de estar sem luz em casa desde sábado.
Vamos ver se amanhã fica resolvido!

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Bater na boca antes de falar

Há uns dias, eu e a Tânia comentámos que o Gustavo, desde que tinha começado a fazer a medicação para as alergias nunca mais tinha tido nenhuma gripe a sério (antes ele tomava antibiótico quase todos os meses).
Esta noite acordou às 3h da manhã cheio de febre e esteve em casa o dia todo. Vamos ver se a coisa passa com Brufen e Benuron...

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Do Frio

Está tanto, mas tanto, mas tanto frio.
Como sabem, eu trabalho em casa a maior parte do tempo.
A minha casa é gelada, mas gelada mesmo. Frio e humidade abundam por aqui.
O ideal era estar todo o dia com o aquecedor ligado, mas a minha veia de poupada e conta bancaria não me permitem tal coisa.
Posto isto, tive que arranjar uma solução, que passa por trabalhar com um casaco grosso, mas que não me prende os movimentos, e a bela da mantinha nas pernas.
E não se metam já a imaginar uma velha com a manta em cima dos joelhos, que não é nada disso: Eu uso a manta como se fosse uma saia, enrolada da cintura para baixo, até aos pés.
O maior problema disto tudo é quando preciso de ir à casa de banho. Tirar e vestir tanta coisa não é fácil.
Na hora de sair de casa é só trocar o casaco e tirar a manta (o que custa bastante)
E pronto, já conhecem a minha "farda" de teletrabalhadora. Metia uma foto, mas não vos quero traumatizar.

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Ajudar o Gonçalo

Há uns tempos, em conversa com uma amiga que tem o sobrinho à espera de um transplante de medula, ela referiu que algumas pessoas são chamadas para salvar uma vida e recusam, isto depois de se terem inscrito como dadores.
Sinceramente custa-me a acreditar que algum ser humano seja capaz disto, mas pelos vistos são.
O Gonçalo encontrou um dador compatível, mas que se recusa a fazer o transplante.
Não vou dizer o que penso de uma pessoa que tem uma atitude destas, apenas deixo o apelo: divulguem isto e para ver se juntos fazemos a pessoa em causa compreender que pode ser a diferença entre a vida e a morte do Gonçalo.



Os meus Filmes #62

Cloud Atlas
Ora aqui temos um filme sobre o qual não é fácil falar.
Confesso que me provocou "mixed feelings", mas, depois de analisar melhor e rever algumas cenas, tenho a dizer que é um Grande filme.
Engane-se quem pensa que é um filme fácil, não é. São quase três horas e seis histórias passadas em tempos diferentes. E, o mais genial no filme é que, se olharmos com atenção, conseguimos sempre ver ligações entre elas.
Eu vi em casa e acho que é o melhor, uma vez que me permitiu rever algumas cenas para melhor perceber o filme. Se tivesse ido ao cinema penso tinha que ver duas vezes.
Se conseguirem passar a primeira parte, vão ver que vale bem a pena. Além do enredo, a caracterização dos personagens está fantástica e a fotografia e efeitos especiais também são muito bons.
Recomendo. Acima de tudo é diferente do que se tem visto, e é de louvar a coragem que os realizadores tiveram ao adaptar esta obra ao cinema. Na minha opinião está muito bem feito.
 
 


 
Ficha Técnica
Título Original: Cloud Atlas
Ano: 2012
País: EUA, Alemanha, Hong Kong
Género: Drama, Ficção Científica
Realização: Tom Tykwer, Andy Wachowski, Lana Wachowski
Sinopse: Drama, mistério, ação e amores eternos, ligam-se através de uma única história que se desdobra em múltiplas linhas temporais, ao longo de 500 anos. As personagens conhecem-se e voltam a reunir-se de uma vida para a próxima. Nascem e renascem.
 As ações e escolhas individuais têm consequências e impactos entre si no passado, presente e futuro distante. Uma alma é moldada de assassino a herói, e um simples ato de bondade tem repercussões ao longo de séculos, tornando-se na inspiração de uma revolução.